Arquivo da tag: tecnologia

Pixels na lingerie

Com o avanço da tecnologia trazendo a cada dia mais novidades, surgem novas ideias para o mundo da moda. A marca Maison Pixel, inspirada nos games, desenvolveu lingeries pixeladas, os designers Cesária e Sebastião são um dos primeiros a usarem esse tema como inspiração.foto 1 foto 5

Desenvolveram sutiãs, calcinhas que remetem aos pixels. As peças ficaram com um visual de games, quando os gráficos eram tão ruins que dava pra ver os quadradinhos que formavam as imagens. Agora eles aparecem nas lingeries.foto 2 foto 3foto 4

Segundo os criadores, essas peças foram desenvolvidas para as fãs de games, uniram a paixão pelo jogo com peças sexy e com qualidade.foto 6

A ideia é misturar sensualidade com a cultura nerd sem deixar o conforto de lado.foto 7

A marca fez uma campanha, vai doar um dólar para cada venda para o Malala Fund, ONG da ativista paquistanesa Malala Yousafzai, que incentiva a igualdade de gêneros na educação.

Em coleções passadas, outros criadores também usaram pixels como referência.Untitled-1

No ano passado aqui no Brasil, lançaram um filme sobre games antigos, veja como a moda e o cinema andam juntos!Untitled-2

*

Por Elizangela Gomes, professora do Núcleo de Criação da Sigbol Fashion

Referências: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13 e 14

A origem dos tecidos

15

Os tecidos estão por toda a parte, mesmo que você não perceba, no banheiro, na sala lá está ele, seja na toalha, seja no sofá… Muitas pessoas não se interessam pelas funções que os tecidos realizam em nossas vidas. E isso vai muito além da prática, como a de proteger os nossos corpos do frio, do sol e da chuva.

2

Existiram épocas em que os panos representavam o papel social e religioso. Apenas de olhar o material do qual as roupas eram feitas, que era determinado o poder aquisitivo de alguém e a classe a qual ele pertencia, até hoje notamos essa diferença.

pre

Os homens das cavernas começaram a proteger seus corpos com a pele de animais há milhares de anos e por se deteriorar rapidamente, fabricados por eles, não resistiram à passagem do tempo. Portanto, é difícil precisar quando a produção têxtil começou de fato. Porém, as agulhas eram feitas de ossos para perfurar o couro do animal utilizado.12Ao longo da História, os arqueólogos encontraram no Oriente Médio placas de argila que mostram o processo de fabricação de tecido. Mas o processo do tear surgiu mesmo no final da Idade da pedra, onde os fios eram esticados verticalmente na estrutura do tear, usando-se uma laçadeira para trançar os fios horizontais com os verticais.44Foi só durante a Revolução Industrial que os tecidos deixaram de ser fabricados artesanalmente e passaram a ser produzidos em massa por meio de máquinas.

[p
Então a partir dessas máquinas, surgiram novos processos e tecnologias. Até então ainda existem inúmeras descobertas, tudo por um mundo melhor e mais sustentável.

*

Por Paola Sanguin, professora do núcleo de criação da Sigbol Fashion.

Referências: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14.

A Nova Tecnologia dos Tecidos Fitness

foto 01

Nos últimos tempos temos reparado o grande crescimento da preocupação com a saúde e o bem estar, e juntamente com ele a procura por exercícios físicos e academias.  O que resultou no crescimento de roupas próprias para a prática dessas atividades com mais conforto e estilo. Com a moda fitness no seu auge, surgem tendências e tecidos cada vez mais inovadores, mais leves, frescos e com maior durabilidade e elasticidade, promovendo maior conforto e liberdade de movimento.  Alguns dos mais usados são:

Dry Fit: Leve e liso, o Dry Fit (ou Art Dry) é ideal para atividades em temperaturas elevadas. Usado principalmente na fabricação de camisetas e shorts o tecido absorve o suor e proporciona maior mobilidade aos movimentos. O acabamento do tecido facilita a limpeza, tornando-o mais econômico e prolongando sua vida útil.

foto 02

 

Supplex: Capaz de proteger contra raios ultravioletas e beneficiar a transpiração, o Supplex é produzido com fio poliamida, fibra sintética, e possui grande resistência ao atrito. É um dos tecidos mais leves do mercado fitness, e além de não amassar, mantém a sua cor original por muito mais tempo e firma a musculatura e atenua microtraumas da prática esportiva.

foto 4

 

Emana: Tecido preferido das mulheres, o Emana é capaz de reduzir sinais de celulites e fadiga muscular. Tudo isso porque, ao absorver o calor do corpo, ele o devolve para a pele em forma de raios infravermelhos, que ao penetrarem na pele promovem a bioestimulação do metabolismo. Fio inteligente de poliamida, o Emana possui cristais bioativos na sua composição, que são responsáveis por todo processo.

foto 5

 

X-Bio: É um tecido leve, especial e muito útil. Possui ação bacteriostática que evita a proliferação de bactérias, o que além de proteger a pele de alguma doença, evita também o mal cheiro. Conta também com proteção UV.

foto 6

 

– O neoprene é uma combinação de uma fatia de borracha expandida sob alta pressão e temperatura que, quando vulcanizada, é revestida em tecidos dos dois lados ou apenas um. As principais características dele são flexibilidade, elasticidade, resistência e proteção térmica. É um tecido muito versátil, podendo ser usado para fabricação de roupas de mergulho e corrida, até saias e vestidos para balada.

foto 07

Quando o assunto é inovação e tecnologia, a moda fitness sai na frente e se apropria de tudo o que há de mais moderno no mercado. Em 2014, presenciamos a difusão dessas tecnologias e aumento do uso desses tecidos em outros segmentos, como na lingerie, moda praia e até nas ruas!

Para atender a este mercado, cada vez mais amplo e que tem necessidade de mão de obra qualificada, a Sigbol Fashion desenvolveu um curso chamado Especialização em Corte e Costura Industrial Fitness. Nele é possível aprender aquele modelito de academia que só você terá: pense como seria legal você malhando, cuidando do corpo e mantendo o estilo! Aqui você aprende o traçado da modelagem, corte,costura e acabamentos, alem de se tornar especialista em tecidos e padronagens fitness.

 

foto 9

*

por Marjorie Campos A. Almeida, professora do núcleo de Modelagem da Sigbol Fashion.

 

*

Referências: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7 e 8