Arquivo da tag: modelista

Modelista e seus desafios

O modelista é o profissional que transmite para o papel ou para o sistema CAD os conceitos e as criações do estilista. Responsável pela elaboração do molde que servirá de base para a produção da primeira peça em determinado tecido. Após aprovado, é possível dar sequência à fabricação em grande escala para a produção.

Resultado de imagem para fashion designer gifs

Atualmente, grande parte da modelagem é desenvolvida e processada virtualmente, embora algumas nuances ainda requeiram a intervenção manual. Sendo assim, o modelista atua em duas esferas: na modelagem plana bidimensional e na modelagem tridimensional ou moulage.

Com a evolução da tecnologia, a profissão do modelista vem passando por grandes desafios diante da grande quantidade e variações de tecidos pela indústria têxtil. Isso requer dos profissionais de modelagem grande conhecimento do assunto, pois cada tecido reage de uma forma de acordo com os beneficiamentos e acabamentos.Resultado de imagem para fashion design gifs

O profissional desta área precisa estar atento a novidades e  buscar conhecimentos constantes para se atualizar no mercado de trabalho, pois é o responsável pela engenharia da modelagem.Resultado de imagem para fashion design gifs

Na Sigbol Fashion, você pode optar por aprender a modelagem em módulos ou em larga escala. Saiba mais em nosso site.

*

Referências: 1, 2, 3, 4, 5, 6.

Por Paola Sanguin, professora do núcleo de criação da Sigbol Fashion

Profissão Modelista

FOTO1

O modelista  é o profissional que traduz para o papel os conceitos e criações do estilista. É um personagem fundamental na produção de roupas, e a relação entre eles deve ser bastante entrosada, para que ambos consigam tornar as idéias realidade.

imagem 03

Uma das qualidades essenciais de um modelista é calma e talento para lidar com geometria e cálculos, já que ele irá atuar quase sempre com réguas e escalas, e saber discernir os mais distintos tecidos e caimentos, conhecimento essencial para um bom resultado final. Neste setor, o grande diferencial é saber perseguir a perfeição de forma positiva, pois tais profissionais trabalham com medidas e proporções exatas. Assim como o estilista, o modelista também deve ser inventivo, pois muitas vezes cabe a ele buscar soluções e ajustes para as ideias ainda imperfeitas do estilista.

imagem 04

Ao ver um esboço do criador nas mãos, o modelista visualiza a veste fracionada em diversos elementos – mangas, gola, bolsos, entre outros. Ele reproduz cada um deles no papel e depois corta estas figuras, que orientarão, a partir daí, os responsáveis pelo corte e costura.

imagem 05

O segmento da moda carece, porém, de mão de obra especializada em modelagem. No dia 02 de Setembro de 2011, o site da Jornalista Gloria Kalil publicou uma matéria sobre a carência de profissionais da área de Modelagem e sobre o excesso de Estilistas no mercado. A matéria é alerta da carência, mais uma vez, para a falta de bons profissionais em modelagem de roupas. Atualmente, é um dos profissionais mais requisitados do mercado, e pode tanto ser contratado diretamente de uma empresa, quanto trabalhar como prestador de serviços para diversas empresas / estilistas, com remuneração por trabalho.

Para a elaboração do molde, podem ser utilizadas duas técnicas: a modelagem bidimensional, plana ou malharia, e a modelagem tridimensional, conhecida como moulage.

Na modelagem plana, parte-se do traçado de retas, curvas e pontos de referência, que darão origem a diagramas, com base em medidas predeterminadas (normalmente, de acordo com a grade de tamanhos de cada empresa). O modelista redesenha estes diagramas conforme sua interpretação do modelo, alterando formas e medidas, e resultando em formas que recobrem a estrutura física do corpo.

imagem 06

A modelagem tridimensional, processo conhecido também por moulage, é uma técnica na qual o tecido é manipulado diretamente sobre um manequim de costura, criando-se o modelo. A técnica confere agilidade e bons resultados no que se refere a caimento.

imagem 07

O mundo da moda é exigente: as medidas e proporções têm que ser perfeitas, e preferencialmente seguir vestindo sempre determinado corpo e tamanho igualmente. É preciso ser criativo para entender o que espera o idealizador da peça, mas é necessário atenção para alertá-lo quando uma ideia parecer ser irreal demais, seja por modelagem que não funcionaria ou por uma que tornaria o custo muito acima do pretendido pela empresa.

FOTO 02

*

Por Keyla Ferreira, professora do Núcleo de Modelagem da Sigbol Fashion.

Referências: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14 e 15

Modelagem no computador: você já ouviu falar?

CAD1

Essa é a uma das mais novas ferramentas criadas para auxiliar a vida dos modelistas e donos de confecções no mundo. Para quem tem interesse em trabalhar com modelagem, ou já é modelista, é quase obrigatório ter conhecimento e acesso ao recurso do sistema Auto CAD/CAM, sigla que significa:

  • CAD-Computer Aided Design: tradução de desenho auxiliado por computador, que nada mais é do que nome genérico dos sistemas de computadores (softwares) utilizados por diversas áreas (tais como engenharia, geologia, arquitetura e design, etc) para facilitar e auxiliar criação de projetos e desenhos técnicos usados nas respectivas atividades de cada área.
  • CAM-Computer Aided Manufacturing: tradução de fabricação assistida por computador, significado de todo e qualquer processo de fabricação controlado por computador.

Logo, a tecnologia denominada CAD/CAM corresponde à integração e junção das técnicas de ambos os sistemas, com finalidade de se obter um software completo e único.

Isso significa, por exemplo, que qualquer elemento pode ser projetado na tela do computador, e ter suas informações transmitidas por meio de interfaces de comunicação entre o computador e o sistema de uso, nesse caso o Cad Audaces.

imagem 3

Nos dias de hoje, no que se diz respeito à modelagem, contamos com vários sistemas que oferecem esse tipo de função, mas aquele considerado um dos melhores, de mais fácil aprendizagem e melhor resultado é o “Audaces Moldes”. É um programa de computador feito para suprir as necessidades das empresas, que cada vez mais tem necessidade de produzir em pouco tempo e em escala elevada.

Inicialmente, podemos falar sobre o processo de digitalização de moldes através do Digiflash, o mais comum nas confecções: tudo se inicia com uma modelagem pronta, riscada à mão pelo modelista, que depois de pronta é colocada na lousa especial para o programa, fotografada e importada para o sistema, onde começam os ajustes para que o molde base vá pronto para o programa Audaces Moldes. Nele, interpreta-se o modelo escolhido e, posteriormente, formam-se os moldes, já com ampliação e redução, tudo com apenas alguns clicks. Assim, é possível montar a grade do modelo em poucos minutos.

CAD2

Após o modelo pronto e graduado, o sistema te oferece a funcionalidade do encaixe, que é o risco que vai para o enfesto (onde o cortador fará o corte e separação dos tecidos cortados). Esse programa se chama Audaces Encaixe, e é uma forma de encaixe que consegue calcular, de maneira prévia, o desperdício de tecido na hora do encaixe (e sabemos que quanto menor o desperdício de matéria prima, maior será o lucro da empresa onde você trabalha). Com o auxilio do programa, você poderá ter até duas formas de encaixe.

Depois de pronto (e o encaixe finalizado no sistema), temos a última parte, que é a plotagem da modelagem: nada mais é do que a impressão desse trabalho em uma máquina de impressão para grandes áreas, a Plotter. Nela podemos ver o trabalho do modelista finalizado, e pronto para ser cortado. Depois disso, é a vez das costureiras tornarem o molde uma linda peça!

CAD3

Ficou com vontade de aprender? Então venha para a Sigbol, agende uma visita e conheça o curso de Operador de Cad. Enriqueça seu conhecimento e conheça essa nova oportunidade de trabalho!

*

Por Andreia de Araujo, coordenadora do Núcleo de Modelagem da Sigbol Fashion.

Referências: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10 e 11