Arquivo da tag: modelagem

Para que serve os piques e as marcações no molde?

Marcações e piques são fundamentais em qualquer modelagem. Elas servem para definir altura e pence, marcação de bolsos e a posição de um bordado ou botão.

O pique também, tem como função indicar para quem costura o ponto exato em que ele deverá fazer a junção de costuras como, por exemplo, a altura de quadril, a marcação de barras e as laterais das peças.

E na Sigbol Fashion, você encontra uma gama de cursos voltadas para a área de modelagem. Saiba mais em nosso site.

*

Por Paola Sanguin, professora do núcleo de criação da Sigbol Fashion

Referências: 1, 2, 3, 4.

Análise Ergonômica

Você já ouviu falar de análise ergonômica? O que é? Para que serve no mercado da moda?

Conhecido também como laudo ergonômico, trata-se de um documento essencial na avaliação (quantitativa e qualitativa) dos riscos financeiros presentes nas máquinas, equipamentos, postos de trabalho e na execução da atividade profissional.

No estudo da construção da modelagem é necessário conhecer as medidas e proporções do corpo humano. Isso porque a construção da modelagem tem relação direta com os volumes e a anatomia do corpo.

Durante a execução das modelagens é importante considerar alguns fatores primordiais como caimento, conforto, usabilidade, movimento, diferenças físicas, flexibilidade, necessidades estéticas, facilidade ao se vestir e tirar a peça. Também devem ser avaliados os recursos materiais necessários, tais como os instrumentos e as tabelas de medidas.

O bom caimento de uma peça decorrentes de uma boa modelagem são fatores decisivos no sucesso do modelista.

Em nosso curso de modelagem industrial, você aprende o processo de fabricação de roupas em larga escala. Saiba mais em nosso site.

*

Por Paola Sanguin, professora do núcleo de criação da Sigbol Fashion.

Referências: 1, 2, 3, 4, 5.

Profissão de moda: Freelancer

O mercado da moda está em constante crescimento e valorizando cada vez mais o profissional completo.

modelista e o estilista, se destacam na área. Porém, ainda há outros profissionais que podem ser difíceis de encontrar – principalmente se a sua marca estiver buscando um especialista do segmento de atuação, como Personal Stylist, Produção de Moda e Styling e Visual Merchandising e Vitrine.

Muitas marcas não possuem um profissional contratado. Elas procuram esses profissionais por sazonalidade. Para esses casos, existe o freelancer de moda: um profissional que trabalha por conta própria para uma determinada marca e sob demanda. Por não ter vínculo empregatício com uma empresa, ele tem a vantagem de trabalhar para duas ou até mais empresas, o que proporciona liberdade ao profissional.

Começar a atuar neste ramo pode não ser uma tarefa tão fácil, já que esse mercado é bastante disputado e exige do profissional criatividade, organização, excelência e atualização constante. Para se destacar, crie um portfólio online, mesmo que você ainda não tenha muitos trabalhos. Também é essencial saber o valor da sua hora de trabalho.

Uma das maiores facilidades da vida de freelancer é poder fazer seu horário, o que torna muito mais simples a participação em cursos, workshops e festivais de moda.

A melhor dica é que você busque entregar um serviço completo. A apresentação de tudo é muito importante, é necessário que seu trabalho tenha sua identidade e passe segurança e profissionalismo ao seu cliente. Atendendo todas as etapas do processo produtivo da indústria da moda.

Na Sigbol Fashion, você pode encontra inúmeras opções de cursos para se especializar, desde criação, desenvolvimento e produção de moda. Saiba mais em nosso site.

*

Por Paola Sanguin, professora do núcleo de criação da Sigbol Fashion.

Referências: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9.

Modelista e seus desafios

O modelista é o profissional que transmite para o papel ou para o sistema CAD os conceitos e as criações do estilista. Responsável pela elaboração do molde que servirá de base para a produção da primeira peça em determinado tecido. Após aprovado, é possível dar sequência à fabricação em grande escala para a produção.

Resultado de imagem para fashion designer gifs

Atualmente, grande parte da modelagem é desenvolvida e processada virtualmente, embora algumas nuances ainda requeiram a intervenção manual. Sendo assim, o modelista atua em duas esferas: na modelagem plana bidimensional e na modelagem tridimensional ou moulage.

Com a evolução da tecnologia, a profissão do modelista vem passando por grandes desafios diante da grande quantidade e variações de tecidos pela indústria têxtil. Isso requer dos profissionais de modelagem grande conhecimento do assunto, pois cada tecido reage de uma forma de acordo com os beneficiamentos e acabamentos.Resultado de imagem para fashion design gifs

O profissional desta área precisa estar atento a novidades e  buscar conhecimentos constantes para se atualizar no mercado de trabalho, pois é o responsável pela engenharia da modelagem.Resultado de imagem para fashion design gifs

Na Sigbol Fashion, você pode optar por aprender a modelagem em módulos ou em larga escala. Saiba mais em nosso site.

*

Referências: 1, 2, 3, 4, 5, 6.

Por Paola Sanguin, professora do núcleo de criação da Sigbol Fashion

A evolução da profissão Modelista

A modelagem é essencial para o processo de desenvolvimento de um produto na indústria da moda. A partir de sua estrutura, é possível tornar a visualização das criações estéticas. Definindo com êxito as etapas seguintes.

Com o passar dos anos, a modelagem tem evoluído junto a tecnologia. Não só ela como a indústria da moda. Sendo assim, o profissional de modelagem precisa estar atento a essas mudanças para não ser atropelado pelo mercado de trabalho.

A indústria da moda exige um profissional de modelagem com perfil renovado, com diferencial no mercado. Para poder atender à demanda, ele precisa ter uma boa formação técnica e também um ótimo conhecimento em design. A modelagem realizada no computador, já se mostrou uma grande evolução do setor.

Pensando na importância desse novo profissional, a Sigbol Fashion oferece o curso de Operador de CAD. Conheça mais sobre ele em nosso site.

*

Por Paola Sanguin, professora do núcleo de criação da Sigbol Fashion

Referências: 1, 2, 3, 4, 5.