Arquivo da tag: Moda

Tipos de modelagem mais utilizados em lingerie

A moda íntima tem sua delicadeza a complexidade específicas, que envolve moldes, tecidos e aviamentos. Existem diversos tipos de modelos de sutiãs, porém, alguns se destacam no mercado.

Aqui vai algumas dicas:

Modelagem para bustos separados

Características: Decotes mais fechados, frente mais alta, recorte ou aro no bojo, reforço lateral.

Modelagem para pequenos bustos

Modelo menina/moça

Características: Meia taça com aro no bojo, decote em “V” aberto, tipo lenço com franzidos.

Modelo lenço

Características: Abaixo do busto, alças e laterais finas, sutiã com decotes bem abertos.

 

Modelagem para bustos caídos

Características: neste caso, a peça de moda íntima deve ter reforço na parte inferior do bojo, alças largas e firmes. Abaixo do bojo deve ser bem resistente e largo.

Modelagem para bustos grandes

Modelagem para bustos grandes

Características: Alças largas, laterais largas, modelagem pré-moldada, reforço abaixo do busto.

Sutiãs para esportes

Características: Para evitar flacidez, recomenda-se peças que acomodem bem o busto, sem pressioná-los ou apertar o tórax. Eles devem ter alças confortáveis que não tirem a liberdade de movimentos dos braços desta peça de moda íntima. Hoje em dia existem vários modelos de tops para a ocasião.

 

Sutiãs para gestação e amamentação

Características: O busto no período de gestação aumenta de tamanho e necessita de uma modelagem confortável, que não pressione o busto. A modelagem deve se adaptar ao tamanho do busto, oferecendo boa sustentação. Na fase de amamentação, o importante é a praticidade, deixando a mama livre, mas sem deixar o busto relaxado.

*

Por Paola Sanguin, professora do núcleo de criação da Sigbol Fashion

Referências: 1, 2, 3, 4, 5.

Como garantir a qualidade da modelagem na empresa?

Para garantir a qualidade da modelagem, é necessário que haja conhecimentos específicos. Não só nesta área, como em todas as fases do processo do trabalho.

Aqui vai algumas dicas que devem ser adotadas:

Uso de tabela de medidas;

Interpretação de modelo corretamente.

Marcar o sentido do fio em toda a extensão do molde.

Utilizar os piques internos e externos, para que isso facilite a confecção da peça.

Marcar a posição do molde com uma seta.

Anotar todas as informações numa única região do molde para facilitar a leitura.

Se você tem interesse em se especializar neste nicho do mercado de trabalho, aqui na Sigbol, temos diversos cursos voltados para a área. Saiba mais em nosso site.

*

Por Paola Sanguin, professora do núcleo de criação da Sigbol Fashion

Referências: 1, 2, 3, 4, 5.

Vamos falar sobre gradação de moldes?

A gradação ou ampliação regular de moldes, é um processo que, a partir do tamanho base de uma modelagem, faz-se outros tamanhos de uma peça. É super importante na profissão de modelista de roupas.

Existem vários métodos para graduar, cada um com seus valores. Existe o processo manual, e o digital.  Onde é utilizado o sistema de CAD, utilizando coordenadas cartesianas. Com ele você pode ajustar a largura, altura do corpo, etc.

Em nosso curso de Operador de CAD, você aprende a ampliar e reduzir as modelagens, assim como fazer os encaixes necessários nelas. As aulas práticas e teóricas capacitam você a modelar saias, blusas, vestidos, macacões e calças, entre outras peças. Saiba mais em nosso site.

*

Por Vilma Arantes, professora do núcleo de modelagem da Sigbol Fashion

Referências: 1, 2, 3, 4, 5.

Como construir um desenho técnico

Normalmente, antes de confeccionar uma peça, nós temos o costume de imagina-la, expressando a ideia por meio de um croqui. Em seguida, vem outras etapas, como a construção da ficha técnica, a modelagem, e por aí vai…

Em meio à tantas atividades, encontrar meios agilizar o tempo nessas etapas (incluindo o desenho técnico) torna-se uma questão primordial. Para isso existem alguns softwares.

vestuario-corel-draw

Em nosso curso de Desenho Técnico no Corel Draw, você aprende a desenvolver através de aulas práticas e teóricas. Saiba mais em nosso site.

*

Por Paola Sanguin, professora do núcleo de criação da Sigbol Fashion

Referências: 1, 2, 3, 4.

A importância do tecido para cada modelagem

Para iniciar a escolha da matéria-prima (tecido), devemos levar em consideração o seguinte: se o tecido é plano ou malha.

Tecido Plano

No tecido plano, o entrelaçamento de fios é realizado por um tear em ângulo reto. O fio que está horizontal denomina-se trama e o da vertical urdume.

A construção do tecido plano em ângulo reto é fundamental para observamos a produção da modelagem. Toda modelagem construída em tecido plano deve obrigatoriamente seguir o vértice do ângulo reto e posicionar o fio nesse sentido de 90° para que não ocorra torção de pernas em calças ou torção de outras partes do molde.

Tecidos de Malha

Já os tecidos de malha são diferentes. Eles consistem da passagem de uma laçada de fio através de outra laçada, o que acaba conferindo ao tecido de malha maior flexibilidade e elasticidade.

Outra coisa que devemos analisar na escolha da matéria-prima (tecido) é pensar na construção da modelagem e o encolhimento dos tecidos planos com elastano e a elasticidade dos tecidos de malha. Por isso é recomendado lavar o tecido antes de cortar a modelagem.

*

Por Paola Sanguin, professora do núcleo de criação da Sigbol Fashion

Referências: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7.