Arquivo da tag: Moda Brasil

Estilistas Brasileiros: Reinaldo e Pedro Lourenço.

Reinaldo Lourenço

1235719-8930-it2

Nascido no interior de São Paulo, na cidade Presidente Prudente, mudou-se para a capital nos anos 80 para trabalhar como assistente da estilista Glória Coelho que mais tarde se tornou sua esposa. Trabalhou também, na mesma função com Costanza Pascolato.

Em 1984, lançou a própria marca, desenvolveu uma coleção de camisetas para a Hering e fez parceria com a indústria Denoir para o desenvolvimento de jóias. As roupas do estilista podem ser encontradas em suas lojas em São Paulo, e em mais de 120 multimarcas brasileiras e em butiques chiques em outros 5 países.

danca-flamenca-e-toureiros-viram-moda-assinada-por-reinaldo-lourenco São Paulo Fashion Week
Dança flamenca e toureiros viram moda assinada por Reinaldo Lourenço – São Paulo Fashion Week inverno/2013.
SFW Verão 2015
SFW Verão 2015

 

Pedro Lourenço

1

Filho do estilista Reinaldo Lourenço com a estilista Glória Coelho, Pedro Lorenço assinou sua primeira coleção aos 12 anos, em 2013. Estreou profissionalmente  com criações para uma das marcas de sua mãe, a marca Carlota Joakina.

Em 2005 lançou a marca que leva seu nome no São Paulo Fashion Week. Em 2006 resolveu abandonar o mundo fashion para estudar na França.

Em março de 2014 Pedro Lourenço faz sua reestreia nas passarelas do São Paulo Fashion Week.

5
SPFW – 2014
4nov2014---pedro-lourenco-spfw-inverno-2015-1415117739931_956x500
SPFW 2015

*

Por, Crislaine Lima professora do Núcleo de Criação da Sigbol Fashion.

Referências: 12345678 e 9.

DICAS DE DESENHO!

Antes de qualquer tipo de criação, o artista precisa saber com que tipo de material ele vai (ou pode) lidar!

giphy (2)

O mesmo ocorre com o estilista que antes de criar uma coleção precisa pesquisar o uso de novas tecnologias como fibras e processos de tecelagem que formam o tecido.

O tecido que é a alma e o coração de qualquer look!

giphy (1)

Sabendo com que tipo de tecido vai lidar, o estilista começa então o processo criativo, o desenvolvimento da coleção, os croquis ♥.

E para que o croqui possa condizer com o resultado esperado é preciso observar o caimento do tecido escolhido sob o corpo humano.

A Equipe Sigbol te dá algumas dicas e uma grade de cursos profissionalizantes de desenho e estilismo.

  • Antes de começar a sombrear, faça um estudo de luz e sombra, onde estão posicionados os focos e sua respectiva intensidade.1 - percepção de luz e sombra, observação

 

  • Feito isso, comece a fazer o degradê (gradualmente do claro ao escuro/ do escuro ao claro)1.3 - degradê

 

  • E tenha controle sob sua coordenação motora, caso haja algum stress ou desfoco momentâneo faça exercícios de coordenação!1.2 - controle

 

  • Observe a quantidade de “dobras”, franzidos e drapeados. Suas profundidades (sombra) e saliências (luz).2 - dobras 2.1 - caimento

 

  • Antes de vestir, certifique-se de que a anatomia do movimento (movimento é o nome dado ao croqui ainda sem as vestes) corresponde ao gênero escolhido e que todas as suas partes estejam proporcionais.3 - anatomia adequada
  • Use sempre que possível uma base para observação de movimentos (uma foto de revista, um boneco articulado) assim a anatomia não fica a desejar!

5 - a importãncia da proporção do movimento

 

  • Ao vestir o tecido escolhido sendo ele de caimento mole ou seco deve seguir as curvas do corpo.5.1 - movimento em movimento

 

  • Isto posto, existem variados instrumentos que poderão facilitar o sombreado do caimento.4.0 - esfumar 4 - esfuminho

 

  • E para que não haja sujeira inesperada no seu croqui use uma folha abaixo da mão de apoio.4.1 - sujeira

 

Gostou das dicas?

Tenha um acompanhamento profissional e muitos mais conselhos e dicas sobre o mundo da moda aqui na Sigbol Fashion!

*

Por Mayara Behlau, professora no Núcleo de Criação da Sigbol Fashion

Referências: 1