Arquivo da tag: mercado de trabalho

Identidade Visual na Modelagem

Imagem relacionadaProvavelmente você já reparou que cada marca possui uma harmonia entre as peças, não só entre estampas e cores, mas também na modelagem.

Ao entrar para o mercado de trabalho, é necessário entender a marca e seu público-alvo. A partir do Briefing você analisa os diferencias que a marca pode prevalecer para conquistar seu público. E acredite, a modelagem é uma das principais características. Ao apresentar uma boa modelagem, você cativa clientes com biotipos de corpos, já que as diferentes origens, etnias e a miscigenação ocorrida no decorrer da História fizeram com que o corpo humano apresentasse diferentes características.

Imagem relacionada

É de extrema importância uma confecção trabalhar a sua própria identidade na modelagem. A sintonia entre as áreas de criação e modelagem também é de extrema importância no  desenvolvimento de uma nova coleção. Cada profissional envolvido nas etapas precisam se comunicar para que o produto final seja desenvolvido da melhor forma possível. Desta forma as informações servirão para fazer ajustes necessários para as coleções.

Imagem relacionada

Em nosso curso de Modelagem Industrial, você aprende todo o processo produtivo de uma confecção. E se você possui loja, pode aprimorar a modelagem coerente com o seu público.  Saiba mais em nosso site.

*

Por Paola Sanguin, professora do núcleo de criação da Sigbol Fashion

Referências: 1, 2, 3, 4, 5, 6.

Webinar (Audaces) – Mariana Battisti de Abreu

Profissão Modelista

FOTO1

O modelista  é o profissional que traduz para o papel os conceitos e criações do estilista. É um personagem fundamental na produção de roupas, e a relação entre eles deve ser bastante entrosada, para que ambos consigam tornar as idéias realidade.

imagem 03

Uma das qualidades essenciais de um modelista é calma e talento para lidar com geometria e cálculos, já que ele irá atuar quase sempre com réguas e escalas, e saber discernir os mais distintos tecidos e caimentos, conhecimento essencial para um bom resultado final. Neste setor, o grande diferencial é saber perseguir a perfeição de forma positiva, pois tais profissionais trabalham com medidas e proporções exatas. Assim como o estilista, o modelista também deve ser inventivo, pois muitas vezes cabe a ele buscar soluções e ajustes para as ideias ainda imperfeitas do estilista.

imagem 04

Ao ver um esboço do criador nas mãos, o modelista visualiza a veste fracionada em diversos elementos – mangas, gola, bolsos, entre outros. Ele reproduz cada um deles no papel e depois corta estas figuras, que orientarão, a partir daí, os responsáveis pelo corte e costura.

imagem 05

O segmento da moda carece, porém, de mão de obra especializada em modelagem. No dia 02 de Setembro de 2011, o site da Jornalista Gloria Kalil publicou uma matéria sobre a carência de profissionais da área de Modelagem e sobre o excesso de Estilistas no mercado. A matéria é alerta da carência, mais uma vez, para a falta de bons profissionais em modelagem de roupas. Atualmente, é um dos profissionais mais requisitados do mercado, e pode tanto ser contratado diretamente de uma empresa, quanto trabalhar como prestador de serviços para diversas empresas / estilistas, com remuneração por trabalho.

Para a elaboração do molde, podem ser utilizadas duas técnicas: a modelagem bidimensional, plana ou malharia, e a modelagem tridimensional, conhecida como moulage.

Na modelagem plana, parte-se do traçado de retas, curvas e pontos de referência, que darão origem a diagramas, com base em medidas predeterminadas (normalmente, de acordo com a grade de tamanhos de cada empresa). O modelista redesenha estes diagramas conforme sua interpretação do modelo, alterando formas e medidas, e resultando em formas que recobrem a estrutura física do corpo.

imagem 06

A modelagem tridimensional, processo conhecido também por moulage, é uma técnica na qual o tecido é manipulado diretamente sobre um manequim de costura, criando-se o modelo. A técnica confere agilidade e bons resultados no que se refere a caimento.

imagem 07

O mundo da moda é exigente: as medidas e proporções têm que ser perfeitas, e preferencialmente seguir vestindo sempre determinado corpo e tamanho igualmente. É preciso ser criativo para entender o que espera o idealizador da peça, mas é necessário atenção para alertá-lo quando uma ideia parecer ser irreal demais, seja por modelagem que não funcionaria ou por uma que tornaria o custo muito acima do pretendido pela empresa.

FOTO 02

*

Por Keyla Ferreira, professora do Núcleo de Modelagem da Sigbol Fashion.

Referências: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14 e 15