Arquivo da tag: Máquinas

As oito classificações de costura.

imagem 1

Todas as máquinas, agulhas e até mesmo pontos e costuras são classificadas segundo normas técnicas obrigatórias, como a ABNT, ABIT, Abravest e ISO. Hoje vamos falar sobre a classificação das costuras, que de acordo com  a norma técnica (ISO 4916:1991), são divididas em oito classes,

Já falamos aqui no blog sobre as numerações e como utilizar as agulhas, em uma próxima matéria iremos falar sobre as classes de pontos de costura, mas agora entraremos nas classificações das costuras que são divididas nas seguintes classes:

Classe 1- Costura sobreposta.

imagem 2 imagem 3

Trata-se de costura feita sobre outra, pode ser feita com os pontos 301 ou 401 para criar uma costura mais simples, esse ponto é muito utilizado para fazer costuras mais resistentes em camisetas e lingeries.

Classe 2- Costura rebatida.

imagem 4 imagem 5

Esse tipo de costura é semelhante à costura Francesa, aquela usada em calças jeans e camisaria, é uma costura que auxilia para que o tecido não desfie. Podem ser usadas máquinas com uma ou mais agulhas, o ponto utilizado para essa ação é o 401, é considerada uma costura extremante resistente.

Classe 3- Costura de borda.

imagem 6 imagem 7

Também conhecida como debrum, é uma limpeza usada nas peças para que a costura não apareça nua. É aplicado principalmente em golas de camisas, vestidos, etc. Os pontos para obter essa costura são os 401 (ponto corrente) e o 201 (ponto fixo).

Classe 4- Costura Plana.

imagem 8 imagem 9

Também chamada de costura de extremidades, onde duas bordas de tecido são costuradas. O objetivo desse tipo de costura é manter a uniformidade e não dar aparência alta na costura, como cuecas e roupa modeladoras. O fio que passa pelo louper deve ter a tensão suave, porém resistente, dessa forma a costura fica com aspecto liso e plano, por isso esse nome. Essa costura usa os pontos zig zag, ponto corrente/ de cobertura e pontos da classe 600.

Classe 5- Costura Decorativa/ Ornamental (enfeite).

imagem 10 imagem 11

Pontos ornamentais são pontos de decoração e para acabamentos com desenhos ou tubos recobertos dando uma aparência de relevos nas peças.

Classe 6- Overloque.

imagem 13

Ponto muito conhecido por todas nós costureiras, é uma forma de chuleio onde a borda do tecido é levemente dobrada e recoberta pelo ponto para que não desfie. É utilizado para pontos de vistas, braguilhas e acabamentos internos.

Classe 7- Anexação de itens.

imagem 14 imagem 15

É considerada a costura que anexa mais de uma forma de costura, como por exemplo, quando usamos a overloque e o ponto corrente de galoneira para rebater os elásticos de lingeries.

Classe 8 –  Costura alinhavo.

imagem 16 imagem 17

É o famoso ponto a Mão, que usa apenas uma agulha e é fácil de arrebentar.

imagem 18

Para ficar especialista nesse tema e ampliar as possibilidade de trabalho nesse setor, conheça nosso curso de corte e costura.

*

Por Andreia de Araujo, coordenadora do Núcleo de Modelagem da Sigbol Fashion.

Referências: 1234567891011121314151617 e 18.

 

Workshop de Máquinas e Acessórios

Worshop de Máquinas e Acessórios

 

divider-3

A arte de costurar é tão antiga quanto a história da nossa evolução.dica para emagrecer

Foi na Idade da Pedra que surgiram as primeiras agulhas, feitas de ossos de mamute ou de marfim. E em seguida o tear, improvisado no meio de dois galhos de árvores fincados no solo, para procederem ao entrelaçamento dos fios.

O tempo passou e eis que surge a Roca de madeira, onde se fiavam as fibras.dica para emagrecer

Com o passar dos séculos, os teares sofreram valiosas melhorias, mas poucos progressos técnicos tinha sido feito até o século 19. Os tecidos eram costurados a mão, dando forma as vestimentas de filhos, maridos, pais, irmãos pelas mulheres sobrecarregadas pelos exaustivos afazeres domésticos, onde costuravam do cair da tarde até tarde da noite, a luz das fogueiras, velas de sebo, lamparinas e lampiões. dica para emagrecer

As fontes de pesquisa mostram que a primeira máquina de costura surgiu em 1829, concebida pelo francês Barthélemy Thimmonier para costurar os uniformes militares. E ao longo da décadas ela foi aperfeiçoada mediante vários inventores.

A costura é uma técnica sem mistérios, que se aprende com boa metodologia e esforço dirigido. É um aprendizado artesanal, que exige conhecimentos preliminares corretos, para ser desenvolvida com naturalidade e sem dificuldades. Possui o dom mágico de dar forma às ideias. Ideias estas diferenciadas em tudo, seja em pequenos detalhes ou toques pessoais.

No nosso Workshop você vai conhecer os tipos de máquinas que existem e seus acessórios, valorizando e orientando nas atividades de costura, proporcionando conhecimentos básicos efetivos, que você poderá desenvolver com sucesso total.

Divider_03