Arquivo da tag: Linhas

Como avaliar uma boa peça de roupa?

Friends after shopping drinking coffe

imagem 2 imagem 3

Quando se compra uma roupa levamos muito em conta seu preço, a marca que ela pertence, e acabamentos, pagando por uma etiqueta no final.

Quando você aprende sobre costura começa a enxergar o mundo das roupas de outra forma, e também começa a dar muito mais valor a quanto se paga por uma peça.

Começa a entender por que a roupa da marca X é mais cara do que as da marca Y.

imagem 4 imagem 5

Existem alguns passos importantes para saber se a roupa de fato é de boa qualidade e se vale o investimento. Neste post iremos mostrar algumas formas para que você treine seu olhar e que fique cada vez mais minucioso quando o assunto for moda.

 

Olho no tecido

Veja se o tecido da peça é realmente o descrito na etiqueta, tecidos de algodão em média são mais caros, pois as fibras quanto mais naturais mais confortáveis, deixam o corpo respirar melhor, e se decompõe facilmente na natureza. Caso o tecido seja artificial você irá sentir um toque mais “plástico” nele, a fibra sintética foi criada para baratear as peças, muitas vezes vamos ver etiquetas com composições mistas nos tecidos como, 70% algodão 25% poliéster. Isso não quer dizer que a peça é ruim, apenas não será tão bom quanto uma 100% algodão.

imagem 6 imagem 7 imagem 8

 

 

 

 

 

 

Avaliando o shape da peça (a modelagem).

Se possível, prove a peça e veja como vai ficar o caimento, para ser considerada uma boa modelagem a peça deve ter o que chamamos de vestibilidade, ou seja, deve acomodar-se ao seu corpo, moldar a sua sihueta e dar movimento. Pois ninguém merece pagar caro por um blazer, por exemplo, que não te deixe movimentar os braços ou abraçar alguém sem subir.

imagem 9 imagem 10

 

Análise da costura

Costuras devem ser alinhadas e bem encorpadas ao tecido, costuras com ponto pulando, frouxas, quebradiças, emendadas de qualquer forma sem preocupação com o casamento da costura são reprovadas na hora, então antes de levar a peça olhe bem sua costura só leve se tudo estiver no lugar.

imagem 11 imagem 12

 

Acabamento o “$$” da peça.

O que dá valor a uma peça?

imagem 13

Claro que é o acabamento! A intenção dele na roupa é que você não perceba o que foi feito na hora da costurar, serve como uma maquiagem permanente, você não vê nada além de forro, revéis, debrun, tudo que valoriza e deixa a peça com cara de limpa e impecável.

Em uma peça bem feita e acabada você não verá fios soltos, marcações de caneta ou giz, costuras sem que estejam abertas, etc.

imagem 14

 

Costura aberta.

imagem 15 imagem 16

Geralmente quando a peça é de tecido mais grosso, é recomendado que se faça o que chamamos na costura de costura aberta, que é o carinho de se abrir uma costura a ferro para tornar seu interior mais bonito e seu exterior atrativo, acho que não existe ninguém que goste de comprar roupas amassadas. Essa costura pode ser com uma overloque / interloque com um ponto bonito e regulado, ou com viés cobrindo a costura.

 

 Minha casa minha vida

imagem 18imagem 17 imagem 19

A casinha dos botões também deve ser observada, primeiro que o botão deve passar por dentro dela, ele não pode passar com muita facilidade senão será um incomodo o botão ficar abrindo toda hora, como também não pode ter impedimento na hora de passar pela casa. A casa do botão deve ter os pontos bem próximos um do outro e não deve estar desfiando nem soltando linhas.

 

Casamento de listras e xadrezes.

imagem 20 imagem 21

Quando falamos de casamento em vestuário, já se vem à mente as famosas listras e os xadrezes, que claro queremos que eles casem, mas infelizmente o que se acha no mercado é uma enxurrada de divórcios.

Observe se as listras/ xadrezes se cruzam, a intenção de um bom casamento desse tipo de padrão é que ele tenha uma continuidade no desenho, além de ter sido feito com carinho e atenção, fica muito mais agradável aos olhos.

Obs: Sabe aquela pala da camisa social que é feita no sentido contrário dos tecidos, ou que tem na pala, punhos e pé de gola de outra cor?

Pois é, ela foi feita de propósito para que as costureiras não sofressem e nem perdessem tempo fazendo esse casamento de listras ombro a ombro da camisa, que claro duraria uma vida.

imagem 22

*

Por Andréia de Araujo, coordenadora do Núcleo de Modelagem da Sigbol Fashion.

 

Referencias: 1234567891011121314151617181920 e 21.

Fio e Linha: você sabe qual a diferença?

Você sabia que existem vários tipos de fios e linhas, específicos para cada tipo de tecido ou acabamento?

Então, saiba que os fios são obtidos a partir de multifilamentos texturizados, também chamados fios de overlock, e podem ter em sua composição nylon, poliéster e elastano (muito utilizada, inclusive, na confecção fitness). São utilizadas, primariamente, no looper, em postos de cobertura e alto alongamento, mas são sujeitos ao enroscamento.

IMAGEM1

As linhas são fios especiais, projetados e desenvolvidos para utilização em máquinas de costura, e também para costura à mão. São fabricadas em algodão simples ou mercerizadas, como poliéster, seda ou nylon,em várias espessuras e cores, usadas para unir partes de uma peça do vestuário.

IMAGEM2

IMPORTANTE: as linhas suportam temperaturas diferentes, como por exemplo: ao costurar uma peça de linho com uma linha de poliéster, quando a peça for passada a ferro em alta temperatura (exigência do tecido) as linhas podem derreter, então o ideal é costurar com linhas de algodão.

imagem 5

Abaixo temos uma tabela, com alguns tipos de tecidos, e quais linhas devem ser utilizadas:

imagem 6

imagem 7

*

Por Patrícia Maia, professora do Núcleo de Modelagem da Sigbol Fashion – unidade de Taubaté.

Referências: 12345 e 6

 

 

 

10 dicas para organizar seu atelier

Só quem costura sabe o quanto é difícil manter o ambiente de trabalho organizado. Trabalhamos com diversas miudezas, tesouras para tecido, papel e pique, linhas e mais linhas, elásticos, alfinetes, sianinhas, zíperes, botões, giz, carretilha, lápis, fita métrica, colchetes, abridores de casas, e etc. Esse post tem por objetivo ser uma inspiração para que você possa se organizar, com dicas que podem ser postas em prática com materiais baratos, ou até mesmo que você já tenha em casa, e não sabia ainda como poderia utilizar. Vamos lá?

Usar um porta talheres pode parecer estranho, mas é uma ótima opção para colocar ordem seus objetos, até mesmo por ter várias divisórias.

imagem 1

 

Potes de vidro também são excelentes opções, em razão da transparência do material, que facilita a visualização. Pode ser solto ou pregado à parte inferior de armários, são ótimas opções para ganharmos mais espaço.

FOTO1

 

Porta comprimidos são ideais para guardar e transportar miudezas, tais como alfinetes, botões, colchetes, etc.

imagem 4

 

Um imã é um excelente aliado na hora de juntar os alfinetes e agulhas que se espalham, ou depois que você finaliza um trabalho. Você mesma pode fazer o seu recipiente, mas já existem também os prontos para comprar.

imagem 5

 

Porta vassouras e porta chaves também servem de suporte para pendurar diversas coisas, deixando-as expostas, o que auxilia tanto na hora de usar quanto na de guardar.

FOTO2

 

Para as linhas e bobinas, que vivem desenrolando, a solução mais simples é lançar mão dos elásticos para cabelo (aqueles fofos, forrados com tecido, no estilo xuxinha, são os mais indicados): prenderão a linha totalmente, evitando que ela saia enroscando por ai.

imagem 9

 

Em carretéis pequenos e vazios você pode guardar restinhos de elásticos, sianinhas, viés e outros.

FOTO3

Guardar viés e aviamentos em caixas perfuradas é muito útil, pois não será necessário retirá-los das caixas quando forem utilizados: puxe somente a metragem desejada.

imagem 13

 

Para fitilhos, linhas de tricô, sianinhas, fitas de cetim ou viés que foram desenrolados, acondicione-os em potes com a tampa perfurada, e vá puxando conforme a necessidade.

imagem 14

 

As Latas, quando coladas na parede, são de boa utilidade para guardar, principalmente, lápis e canetas, além de poupar o espaço das bancadas.

imagem 15

*

Por Nayara Diniz, professora do Núcleo de Modelagem da Sigbol Fashion

Referências: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11 e 12

Como organizar suas linhas de costura

Já parou para pensar como guarda suas linhas? Aquelas que você tem em casa, e acaba guardando de qualquer jeito… Já pensou em colocar ordem na bagunça, mas não sabe por onde ou como começar?

Vamos dar um jeitinho nisso, de uma maneira fácil e rápida, ai vão algumas dicas:

 

Painel

Monte um painel de parede, onde você poderá visualizar as cores das linhas e economizar espaço: o tamanho dele é opcional e qualquer marceneiro pode fazer, seguindo suas especificações.

foto 1

 

Potes de vidro

Outra maneira interessante para se organizar é usar potes de vidro:você consegue visualizar todas cores e são ótimas opções para prevenir de ficarem empoeiradas.

foto 2

Você pode optar por caixas organizadoras é só comprar separar um local para ela e colocar as linhas dentro

FOTO01

Mas se você gosta de economizar e quer uma organização com sua cara, que tal fazer sua própria caixinha organizadora e deixá-la com seu toque pessoal sem gastar muito, e usando materiais que você tem em casa? Siga o nosso passo a passo:

 

Materiais:

  • 1 caixa de sapato
  • 1 placa de isopor, correspondente ao tamanho da caixa de sapato
  • palitos de churrasco
  • papel contact em cor de sua preferência

1º Passo: Recorte o isopor nas mesmas medidas do fundo da caixa, e encaixe a placa no fundo da caixa.

foto 5

2º Passo: Forre a caixa de sapato com papel contact, incluindo a parte interna, por cima do isopor.

imagem 6

3º Passo: Espete os palitos de churrasco no fundo da caixa: eles servirão de base de apoio para as linhas. Antes, porém, se desejar, também poderá deixar os palitos de churrasco coloridos, usando o papel contact. Assim, você terá suas linhas mais organizadas e sem gastar muito.

imagem 7

Outra dica muito importante é guardá-las sempre em lugares secos e arejados: separe-as por cores e, se possível por sintéticas e naturais (uma em cada caixa, facilita na hora da costura).

foto 8

 

Continuando a falar sobre organização: algo que acontece também frequentemente são quando as bobinas soltas enroscam uma nas outras, em razão da linha fora do lugar. Mas também temos solução para acabar com esse trabalho desnecessário! Acompanhe…

foto 14

Pegue um elástico de cabelo (mais largo ou mais estreito, tanto faz).

foto 9

Deixe a linha da bobina bem enrolada, e a envolva no elástico.

foto 10

Pronto: assim você não terá mais que se preocupar com suas linhas!

FOTO PAINEL

Agora ficou fácil manter suas linhas organizadas!

*

Por Cynara Gomes, professora do Núcleo de Modelagem da Sigbol Fashion

Referências: 1, 2, 3, 4, 5, 6 e 7

Creative Friday

Hoje a Creative Friday homenageia ela, que se desenrola de meadas e novelos ou simplesmente sai da ponta de um lápis, pincel, caneta ou o que a imaginação permitir e une, ata, se emaranha, se entrelaça, une dois ou mais pontos, e em traços ou tramas e pontos faz a moda acontecer, faz a forma acontecer.

A linha foi o nosso tema, e inspiração não faltou, confiram!

Camilla Elizangela Haranin Priscila

foto 1 foto 5 montagem 1