Arquivo da tag: inspiração

O que é Painel de Inspiração?

Todo ano são lançadas novas tendências, estilos, mas antes de chegarem nas passarelas, existe uma linha de raciocínio para justificar os temas, cores, formas, tecidos, cabelos, maquiagem, acessórios  apresentados nas coleções.

foto 1 foto 2 foto 3

 Tudo começa com uma inspiração, para um estilista desenvolver novos produtos é necessário desenvolver várias pesquisas de tendências, em sites de moda, feiras, desfiles, viagem,  arte, cinema, etc…

foto 4 foto 5 foto 6 foto 7 foto 8 foto 10

 O próximo passo é selecionar imagens que irão fazer parte do seu tema.  O tema é uma forma de racionalizar sua inspiração. Os designers desenvolvem um Painel de Inspiração com recortes de fotos, o mesmo também pode ser chamado de Mood Board, Ambiência de Moda, Painel Semântico, Painel Iconográfico ou Painel Temático.

Este painel facilita a visualização das informações ligadas ao tema de inspiração. As imagens podem ser de revista, internet, amostras de aviamentos, tecidos, cartelas de cores, objetos, fotos da moda de rua, modelagens, desenhos e também palavras chaves. Pode ser feito no computador ou manualmente.

foto 9Com o painel pronto, o designer inicia os esboços da sua coleção, depois seleciona os melhores, que serão modelados e pilotados.

foto 11 foto 12Geralmente para cada coleção é necessário um novo painel de inspiração que irá contar com novos elementos de acordo com a estação.

No nosso curso de estilo, ensinamos todo o processo de inspiração para desenvolver uma coleção.

*

Por Elizangela Gomes, professora do Núcleo de Criação da Sigbol Fashion.

Referências: 1234567891011 e 12.

Bureaux de Estilo: Para que serve afinal?

foto 1

Moda nem sempre é conceitual, onde o estilista pode viajar nas criações.

Em 1961, foram criados os primeiros escritórios de estilo, passando assim o vestuário industrializado de massa pela mudança de estatuto, tornando-se integralmente um produto de moda.

foto 3

Resumindo, é um livro onde são ditadas as tendências de moda. Deve ser parte do trabalho de um estilista para que ele transforme em orientação para criação de moda. Essas tendências são econômicas, culturais, políticas e estéticas. Já, para aqueles que trabalham nos bureaux de estilo, é extremamente importante captar perfeitamente o quê move a sociedade e todos os elementos que a compõe, para que assim as tendências influenciem no próprio comportamento do consumidor.

foto 2

Se você ficou curioso para saber como são utilizadas as tendências do Bureaux, relaxe! Conheça nosso curso de Estilo você aprende isso e muito mais…

*

Por Paola Sanguin, professora do núcleo de criação Sigbol Fashion

Referências: 12. RVB Malhas, Rovitex Malhas.

Apostila de Estilo Sigbol Fashion, Manual Arte de Vestir Sigbol Fashion, Dicionário da Moda Sigbol Fashion.

“Pintando com tule” por Benjamin Shine

Como já conferimos em outros posts aqui do blog, tem gente por aí que faz arte com os materiais mais inusitados, provando que não há limites quando se trata de inspiração e talento.

O artista inglês Benjamin Shine cria “pinturas” realistas, retratos expressivos e ricos em luz e sombra usando apenas ferro e tule. Seus retratos vão de interpretações de mãos idosas a rostos que parecem que vão saltar da parede tamanha a perfeição.
1 ao 8

Benjamin estudou Design de moda no Instituto Surrey de arte e Design e na Central Saint Martins em Londres. Em 2003, ele montou seu estúdio criativo, onde os materiais, técnicas e idéias de construção atraíram uma gama de clientes que engloba marcas de moda, design de interiores, artistas e instituições internacionais de design. Entre elas estão a Coca Cola, Google,  Selfridges, Harrods e Givenchy, para o qual fez um trabalho exclusivo de artigos de vestuário, que reuniu arte, sportswear, incrível!

9 ao 12

O artista se aproveita das propriedades translúcidas do tecido para gerar vários gradientes, de acordo com o numero de camadas e o jeito de prender e pressionar o tule, como você confere no vídeo:

https://www.youtube.com/watch?v=upOo3ELXD14

Impressionante!

*

Referências: 1, 2 e 3.

Arte criando uma identidade!

Conheça agora alguns artistas que conseguiram buscar em materiais diversos, novas formas de produzir arte com sua identidade.

David Catá

Sabe aquele pano de prato que a sua avó bordava?! O artista espanhol David Catá faz quase a mesma coisa, mas o pano é substituído pela camada mais superficial da pele.  Ele tem um projeto chamado “À flor da pele”, esse projeto provoca nossos sentidos causando aflição, mas a forma como ele explica seu projeto é muito convincente e verdadeira:

“À flor da pele é um diário autobiográfico em que o meu corpo é o suporte. Eu escrevo sobre a minha história de vida. Costurando na palma da minha mão, imagine os rostos de todas as pessoas que, de alguma forma, me marcaram ao longo da minha vida, família, amigos, casais, parentes … Suas vidas foram entrelaçadas com a minha para construir a minha história, uma história que termina quando eu ficar sem folhas para escrever sobre “.

Confira o vídeo!

2 1 3 4 Facebook última

David Mach

É um artista escocês que usa diversos materiais para produzir suas obras de arte e a mais curiosa é feita com fósforos. Isso mesmo, em seu projeto Matcheads”, ele criou diversas cabeças, de pessoas famosas, animais entre outros, tudo com palitos de fósforo. E alguma dessas obras foram queimadas depois de montadas! Incrível trabalho!

Fósforo ok 3 Fósforo ok 2 Fósforo ok 1 Fósforo ok 0

 

Anne Catherine Becker Echivard

É uma fotógrafa francesa que deu outros corpinhos para as cabeças de peixe descartadas. Ela montou uma série de fotografias com os “peixe-homem” em diferentes situações, imitando o nosso cotidiano. Vai de trabalhos em fábricas até como traficante armado e as expressões faciais das cabeças de peixes mudaram frequentemente de acordo com a situação. Esse projeto levou o nome de “The Secret Life of Fish”.

fish 6 fish 5 fish 4 fish 3 fish 2 fish 1

Maurizio Savini

É um escultor italiano, conhecido por fazer esculturas com goma de mascar. Exato! A matéria-prima utilizada em seu trabalho nada mais é do que milhares de chicletes. Não dá para acreditar, mas é verdade. E as esculturas são ricas em detalhes e muito caprichadas. Ele utiliza uma espátula para modelar a goma enquanto ela está quente, e acrescenta: “O passo mais importante é a fixação das esculturas com formaldeído e antibiótico”.

MaurizioSavini - chiclete MaurizioSavini - chiclete 3 MaurizioSavini - chiclete 2

*

Referências: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7 e 8.

A arte e a Moda

Diferentes movimentos artísticos, dos contemporâneos aos clássicos, dos mais controversos aos convencionais, proporcionam um amplo campo à criatividade dos designers e confirmam esta tendência para o verão 2015, como uma das mais importantes dos últimos tempos.

painel1

Agora é interessante termos conhecimento de quando a arte começou a influenciar as criações dos designers. Vale a pena lembrar,das criações desenvolvidas por Elsa Schiaparelli, que pode ser considerada uma das primeiras criadoras de moda a fazer parceria com artistas como Salvador Dali. O surrealismo fez parte de algumas peças conceituais de Elsa nos anos 30 e também foi referência de inspiração nas criações da atualidade.

foto 7

Nos anos 60, Yves Saint Laurent desenvolveu uma coleção inspirada nas obras de Mondrian, hoje essas peças são super modernas.

painel2

A arte é um veículo de inspiração de longa data e ainda é uma fonte rica para novos produtos.

painel3

 

*

Por Elizangela Gomes, professora de Desenho de Moda do Núcleo de Criação da Sigbol Fashion

Referências: 1, 2, 3, 4, 5 e 6