Arquivo da tag: genderless

A moda sem gênero – Genderless

O ano de 2015 foi o ano genderless, a moda sem gênero invadiu o mundo da moda, muitas marcas apostaram neste estilo e inúmeras campanhas usaram essa nova cultura jovem que se dissemina.

foto 1 foto 2 foto 3 foto 22

Com o movimento feminista cada vez mais próximo em busca de direitos iguais entre mulheres e homens, em 2016 a moda evidencia ainda mais que mulheres e homens podem usar os mesmos estilos de peças, é o que vemos ganhando força nas passarelas nacionais e internacionais. Como sempre a moda é um grande difusor de modos e modas.

foto 10 foto 5PAINEL 1foto 4Este movimento que não faz distinção entre feminino e masculino está, a cada dia mais, presente na moda. Em alguma estação peças unissex começaram a aparecer, e pelo jeito vão ficar, não só na roupas mas nos acessórios e perfumaria também.

foto 12

????????????????????????????????????

foto 15 PAINEL 2 PAINEL 3Algumas personalidades já adotaram a nova onda, principalmente os mais jovens. Se voltarmos um pouco no tempo, essa moda era muito comum entre gregos e romanos.

foto 16 foto 17 foto 18 foto 19 foto 20

*

Por Elizangela Gomes, professora do Núcleo de Criação da Sigbol Fahion.

Referências: 12345678910111213141516171819202122232425262728 e 29.

Completely Lost, hããã?!

Esqueça tudo a que você estava acostumado a assistir nos shows da Gucci. Após um ano à frente da direção criativa da marca, Alessandro Michele reafirma o seu estilo retro, um pouco kitsch diga-se de passagem, e a moda sem gênero. Onde está o toque sexy, e até um pouco vulgar em algumas ocasiões, dos desfiles de Tom Ford? Também não vemos mais a alfaiataria correta, de linhas limpas e bem construídas que marcaram os anos de Frida Giannini!

A coleção masculina Fall 2016 de Michele é marcada pelo excesso e por uma moda para lá de excêntrica. Vê-se uma profusão de cores vibrantes combinadas, mistura de estampas (florais, geométricos, xadrezes), tecidos trabalhados, texturas, bordados e brocados – um choque total, mas no bom sentido (rs). Há ainda elementos que remetem ao estilo confortável (tendência forte também no feminino em Nova York, com os sleepy dresses, lembra?!), com modelagens mais amplas e conjuntos inspirados em pijamas, além de tricôs e gorros. Uau! Poderia apostar que a camiseta do Snoopy vai virar hit entre os fashionistas.1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12

Michele entrou tímido há um ano, mas agora, seguro da sua missão na Gucci, mostrou para que veio: sacudir as tradições construídas há décadas.

*

Por Danilo Centemero, estilista, modelista, VM, vitrinista e professor do Curso de Visual Merchandising e Vitrine da Sigbol Fashion.