Arquivo da tag: future

Nova tendência no ar: apresentado o plástico!!!

Isso mesmo, você não leu errado! O plástico conquistou as passarelas e já é uma das tendências para o verão 2018. Capas, bolsas e sapatos feitos com o material menos sustentável do mundo! Marcas de peso como Chanel, Burberry, Valentino e Balenciaga investiram no material de forma inovadora e criativa nos desfiles para a próxima estação e o “efeito plástico” tornou-se nada menos do que fashion.

No entanto, usá-lo no mundo fashion gera muitos questionamentos. Se por um lado teremos mais opções para encarar com estilo aquelas rápidas chuvas de verão, por outro a utilização do material é controversa. O plástico originário do petróleo é um produto não degradável e difícil de descartar sem agredir diretamente o meio ambiente, será que a nova moda fará com que geremos mais lixo? Ou descobrir outras maneiras de utilizá-lo diminuirá o seu descarte e consequentemente o impacto no nosso meio ambiente? Qual é a sua opinião?

*

Por Karine Holzmann, professora do Núcleo de Criação Sigbol Fashion.

Referências: 1, 2, 3 e 4

Precisamos falar sobre Zero Waste!

Um dos principais problemas na indústria de confecção de vestuário é o desperdício, milhões de toneladas de materiais têxteis são rejeitados anualmente. De acordo com o Centro Nacional de Tecnologias Limpas as indústrias de confecção de moda e vestuário “geram desperdícios significativos” de restos de processos de corte proporcionados pelo mau planejamento no processo produtivo. Esse desperdício de tecido causa impactos ambientais relacionados à produção da matéria-prima, como consumo/esgotamento de recursos naturais.

É necessário dentro da própria indústria encontrar meios e soluções para a redução de tais resíduos. Uma das soluções é o design zero waste – processo de produção mais limpa constatando novo olhar sobre a prática do design de moda , que visa à minimização do desperdício já nas fases de criação e modelagem, proporcionando nova abordagem ao desenvolvimento de produtos.

e027b252bd17532bb5c7f8f069d3914c

35154ff5b96b826bf4a052d2f8095373

O design zero waste contesta os parâmetros preestabelecidos de corte e modelagem, exigindo que o designer abandone crenças anteriormente realizadas, a fim de avançar em um novo território. O processo convencional de desenvolvimento de produtos de moda as etapas de criação, modelagem, encaixe, corte e prototipação/costura acontecem separadamente, no design zero waste essas etapas ocorrem simultaneamente de forma interdisciplinar. A criação é realizada diretamente por meio da modelagem.

Assim, designers e modelistas devem trabalhar em conjunto, pois se trata de projetar com moldes, em vez de criar moldes para o projeto. Isso permite alterar o formato dos moldes durante a concepção em busca do melhor encaixe possível, o que exige do designer um novo pensamento e olhar sobre a criação e modelagem.

f0ec773b9668d95f7d971d277fb5a124

*

Por Mayara Behlau, professora no Núcleo de Criação da Sigbol Fashion.

Referências: 1

Moda upcycling: o futuro!

museu-alemanha

A técnica de se reutilizar roupas velhas ou sobras de materiais em novas criações tem sido um fenômeno recorrente na alta costura, por marcas já estabelecidas, como a “Margiela”, “Comme des Garçons” e “Jessica Ogden”. O que acontece nesse processo de reutilização de material pelas grandes grifes, é que a matéria-prima (re)modelada pelas mãos de um designer/estilista, é carregada de um novo um valor simbólico, tornando-se objeto de um status mais elevado, muitas vezes maior do que a criação original.

Estas novas peças de vestuário prolongam o ciclo de vida do material, que ao invés de ser descartado, são reaproveitadas.

O processo de confecção de uma roupa gera sobras de tecidos, que são incinerados ou descartados em aterros sanitários depois que a sua vida útil se esgota, bem como peças confeccionadas que chegam ao final do seu ciclo de vida, seja na cadeia do varejo ou nas mãos do consumidor.

1  foto 4

O processo de “upcycling” consiste na criação de novas modelagens, recortes e formas de costurar, criando peças únicas trazendo ao mercado o que se refere à reutilização de uma peça de vestuário, em que a sua qualidade se mantém ou é aumentada pelo processo em que é submetida, tornando-o mais atrativo. É o fazer novo do velho e criar diversidade usando  peças únicas usando o design em vez de reciclagem e  uma das formas de contribuição para se pensar um novo consumo de moda.

2ddbe207e9dfb9f9fc7d3e9a3f2b2898ce4e627d86057496ba5e9d00b1f02333

tumblr_mnd6ffruEH1rgdu9io1_500

*

Por Mayara Behlau, professora do Núcleo de Criação da Sigbol Fashion.

Referências: 1 e 2