Arquivo da tag: festa

Tecidos para vestidos de festa.

Se você é do tipo de pessoa que tem muitas dúvidas sobre qual tecido escolher para fazer uma roupa, imagina só se essa roupa for aquele vestido de festa dos sonhos, você sabe como escolher?

Iremos citar alguns tecidos e composições que são mais encontradas no mercado, pesquise e tenha o vestido de festa que você tanto sonha.

Para começar temos:

  • Musseline.

Tecido plano simples.

Composição: 100% poliéster.

Características: leve, suave ao toque, fresco, bom caimento.

Tipo de uso: vestidos, lenços, camisas, roupas íntimas.foto tecido 01 foto tecido 02

  • Cetim com toque de seda

Tecido plano simples

Composição: 100% poliéster

Características: leve, macio, boa durabilidade, suave ao toque

Tipo de uso: vestidos, camisas, roupas de cama.foto tecido 03 foto tecido 04

  • Organza

Tecido plano simples

Composição: 100% poliéster

Características: leve, desfia fácil, bom caimento, muito parecido com o Musseline, tecido rígido.

Tipo de uso: trajes de festa, vestidos de noivas, acessórios.foto tecido 05 foto tecido 06

  • Seda

Tecido plano simples

Composição: 100% seda

Características: tecido natural destaca-se por seu ótimo toque e caimento no corpo. Tem aspecto brilhoso e é bastante macio

Tipo de uso: vestidos, camisas, roupas de cama.foto tecido 07 foto tecido 08

  • Zibeline

Tecido plano

Composição: 100% poliéster ou pura seda

Características: tecido de espessura fina, porém de aparência fina e aspecto estruturado.

Tipo de uso: vestidos, camisas, calças, saias. foto tecido 10foto tecido 09

  • Crepe

Tecido plano

Composição: natural ou sintético

Características: o nome crepe deriva do Francês crespo. É um tecido com um toque mais áspero e aspecto seco, opaco e granulado.

Tipo de uso: saias, vestidos, blusas…foto tecido 11foto tecido12

Agora e só usar a imaginação para fazer o seu vestido.

*

Por Cynara Gomes, professora do núcleo de modelagem da Sigbol Fashion.

Referências: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11 e 12

A História do Carnaval

É carnaval todo ano nesse país, gente! Brincadeiras à parte, não enlouquecemos por aqui, não. O carnaval realmente acontece todos os anos, e no Brasil, normalmente, tudo é interrompido por conta desta festa. Mas você, nosso folião fashion, sabe qual é o verdadeiro significado dela?

montagem1

O carnaval é uma festa popular que surgiu ainda na Antiguidade, com o objetivo de celebrar os deuses pagãos e a natureza. Depois foi reconhecida pela igreja e incluída no calendário cristão. Séculos depois, ainda é comemorada no mundo inteiro! E cada país tem diferentes características para sua celebração.

foto 23

O carnaval (que em latim, recebe nome de “carnis valles”) é a festa que marca o adeus à carne, ou seja, marca a data de início do grande período de jejum, abstinência e caridade, conhecido pelos cristãos como a quaresma, período de 40 dias que antecede as celebrações da Sexta Feira Santa e da Páscoa.

Por conta disto, sempre houve uma grande concentração de festejos populares, e cada lugar brincava a seu modo, de acordo com seus costumes, incluindo-se as formas extravagantes.

montagem2

Há indícios de que sua origem foi na Grécia, em meados dos anos 600 a 520 a.C. Os gregos realizavam, neste período, seus cultos em agradecimento aos deuses pela produção e fertilidade do solo.

foto 21

Em Roma, a celebração prolongava-se por sete dias nas casas, nas praças e nas ruas, onde todos bebiam, comiam e celebravam alegremente, na busca incessante aos prazeres. Todas as atividades e negócios eram fechados neste período, os escravos ganhavam liberdade temporária e as restrições morais eram relaxadas. As pessoas trocavam presentes, um rei era eleito por brincadeira e comandava o cortejo pelas ruas.

foto 2

Em 500 d.C. essa comemoração foi adotada pela igreja Católica como precedente a quaresma, longo período de privações, que resultaria na invenção de diversas festividades nos dias que antecedem a quarta-feira de Cinzas.

foto 4

No período do Renascimento, as festas de carnaval incorporavam os bailes de máscaras, com ricas fantasias e carros alegóricos. Outros tipos de comemorações populares foram tomando o formato atual.

montagem3

O carnaval de hoje, feito de fantasias, é produto da sociedade vitoriana do séc. XIX. Paris foi a principal cidade modelo, exportadora da festa carnavalesca para o mundo. Cidades como Nova Orleans, Toronto, Nice, Santa Cruz de Tenerife e Rio de Janeiro se inspiraram nas festas carnavalescas parisienses.

montagem4

O Rio de Janeiro criou seu estilo próprio de fazer carnaval, com desfiles de escolas de samba, e terminou por influenciar outras cidades brasileiras e o restante do mundo, como São Paulo, Helsinque e Tóquio.

montagem5

Atualmente o carnaval do Rio de Janeiro está no Guinness Book como o maior carnaval do mundo, com um número estimado de 2 milhões de pessoas por dia, nos blocos de rua da cidade. Em 1995, a cidade de Recife, com a festa do Galo da Madrugada, também entrou para o Guinness como o maior bloco de carnaval de rua do mundo.

montagem6

*

por Elizangela Gomes, professora do Núcleo de Criação da Sigbol Fashion

Referências: 1, 2, 3, 4 e 5

Creative Friday

A Colombina é uma personagem que surgiu no teatro da Comédia Dell´Arte, importante movimento teatral do século XVI. A história da Colombina se passava em um triângulo amoroso entre Pierrot e Arlequim. Esses personagens ficaram tão famosos por sua história dramática de amor que continuaram como famosos personagens do Carnaval até os dias atuais.

 

DSC_0012 DSC_0017 DSC_0023 DSC_0025 todos