Arquivo da tag: estilista

E o mercado de pets, como anda?

Imagem 01Apostamos com você que ao menos uma das situações a seguir você já presenciou, tenha sido com desconhecidos, amigos, parentes, ou até você mesmo: sejam os donos casais, solteiros, com filhos ou sem, bichinho de estimação é tratado exatamente como outro membro da família. Pois é isso mesmo: cada vez mais nossos pets fazem parte importantíssima de nossas vidas, levando alegria (ou bagunça!) para casa, além de amizade e companheirismo, e, porque não, melhorando o bem estar geral de quem convive com ele!

Pois então nada mais justo é saber que o setor de pet shop, especialmente o de luxo, vem crescendo a cada dia, e é um dos cinco maiores mercados internos em expansão no país, que fica em segundo lugar no ranking mundial de crescimento anual da economia do mercado, seja em termos veterinários, alimentícios ou de petcare. E, dentro dessa cadeia, o maior crescimento se concentra em pequenos e médios empresários do setor.

Imagem 02

Inicialmente, somente na época de inverno era possível enxergar crescimento na aquisição de roupinhas e acessórios para pets, tais como sapatinhos, gravatas, laços, etc. Porém, de 10 anos para cá, o crescimento afetou também as demais estações do ano: o mercado agora cria não só para aquecer, mas principalmente para deixar o animal arrumado e fashion, de acordo com o gosto do dono. Entram aí diferentes estilos de roupas, todas muito confortáveis para respeitar o limite de mobilidade do animal sem feri-lo.

Imagem 03

Se você está procurando um novo nicho de mercado para expansão do seu negócio, ou até mesmo uma mudança de profissão, agora é um excelente momento de procurar mais informações sobre o mercado, e aprender moda pet com um curso especializado, com material exclusivo e de excelente qualidade, na Sigbol Fashion. Aqui, no curso de MODA PET, você aprende diversas modelagens, cortes, costuras e acabamentos de peças para pets, além de manuseio de tecidos planos e malhas (sim, ou vai dizer que você nunca viu camisetinhas para pets?) e acessórios, orientação sobre maquinário necessário e tabelas de medidas industriais.

Imagem 04Aproveite que o setor ganhou inclusive feira exclusiva (a Pet South America) com o intuito de divulgar os produtores, e venha você também, aprender a criar peças divinas para nossos melhores amigos!

*

por Haranin Julia Maria, professora do Nucleo de Criação da Sigbol Fashion

 

Referências: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13 e 14

John Galliano retorna às passarelas na Maison Martin Margiela

Quase quatro anos após sua demissão da Maison Dior, em 2011, depois de ter sido filmado fazendo declarações racistas e antissemitas, o estilista John Galliano retorna às passarelas. Nomeado em outubro do ano passado, Galliano assume o cargo permanente de diretor criativo da Maison Martin Margiela. Nestes últimos quatro anos o estilista não ficou totalmente afastado do cenário mundial. Poucos meses após ser banido da Dior, desenhou o vestido de casamento da modelo Kate Moss, sua grande amiga. Posteriormente, fez uma participação rápida na Oscar de la Renta. Os detalhes deste último trabalho não foram amplamente divulgados na mídia e suas aparições foram muito discretas. Porém, mostravam sinais de que seu retorno seria iminente.

foto 2Para a coleção de Spring 2015 da linha de alta costura da Maison Martin Margiela, intitulada Artisanal, Galliano escolheu a cidade de Londres e optou por desfilar ao final da temporada masculina de desfiles. A sala abrigava apenas seletos 150 convidados, entre eles a modelo Kate Moss, o CEO da Burberry, Christopher Bailey e apenas 3 fotógrafos credenciados.

Foto 3A contratação de John Galliano para a Maison Dior resultou na ascensão da marca no mercado, que estava à beira da falência. As fantásticas coleções teatrais, dramáticas e um pouco excêntricas contribuíram para reposicionar a Dior como uma marca de luxo desejada pelas pessoas.

Foto 1Galliano fez um desfile retrospectivo, mostrando criações que representam as identidades Martin Margiela. O estilo um tanto quanto grotesco, as desconstruções e assimetrias estavam lá, costuras aparentes, tules amarrotados, tecidos usados pelo avesso, o rosto das modelos coberto por máscaras. Enfim, ninguém esperava menos do que isso ou muito diferente. Porém, havia beleza o suficiente para suprir as expectativas dos fãs do estilista. Ao invés do bizarro, Galliano mostra que Margiela também é sinônimo de minimalismo e sofisticação. Como não se emocionar com o final do desfile, a alfaiataria impecável, o estilo andrógino tomando forma na passarela, o blazer zebrado e os três lindíssimos vestidos minimalistas vermelhos ao final do show. “He is back” e seu novo lar chama-se Martin Margiela!

*

Por Danilo Centemero, professor de Visual Mershandisig e VM do Núcleo de Criação da Sigbol Fashion.

Escolhendo tecidos para sua peça: a importância do caimento

Montagem 1

Todos nós já visualizamos uma peça linda na vitrine, e, quando entramos para provar, já nos decepcionamos com o caimento da peça, certo? Pois saiba que isso acontece com mais frequência do que você imagina, e está diretamente ligado à escolha errônea do tecido.

sem rosto

Saiba, inicialmente, que a escolha do caimento do tecido, além da composição, é uma das fases mais importantes para que a peça fique exatamente como o imaginado e tenha o uso a que se destina.

Por exemplo, uma peça de alfaiataria como calça ou blazer, que necessita de caimento mais seco, que fique longe do corpo, não deve ser feita com tecidos muito fluídos, como musselina de seda, seda pura, viscolycra, etc. Todos são tecidos que marcam o corpo por serem molinhos. Já para uma blusa fluída, com gola laço, o ideal é uma das opções acima, exatamente por ser uma peça cuja característica é criar volume controlado na região do pescoço através do laço caído.Montagem 3

Gostaria de saber tudo e muito mais sobre tecidos e caimentos? Acompanhe nosso blog, para mais posts e o calendário da Sigbol para nosso workshop sobre tecidos, em breve!

*

Por Haranin Julia, professora de Desenho de Moda no Núcleo de Criação da Sigbol Fashion

Referências: 1, 2 e 3

Estilista, como vender seu trabalho?

Hoje quero falar com vocês, estilistas ou futuros estilistas. Quero dar umas dicas de como podem divulgar seus trabalhos.

Na profissão de estilista podemos trabalhar para uma marca ou grife famosa, criando suas coleções, podemos trabalhar para marcas menores também, como as confecções localizadas na região do Braz (Polo Moda) e Bom Retiro na criação das peças.

Mas também é possível trabalhar para mais de uma marca ao mesmo tempo. Isso seria um trabalho de freelancer. Você cria coleções distintas para marcas ou confecções diferentes.

E quero dividir com vocês um meio de divulgação dos meus trabalhos como estilista, mostrando uma maneira diferente de prestar esse serviço. Nesse ano, criei um site: I Love Fashion Virtual, que funciona por assinatura, onde crio uma coleção e coloco os modelos nesse site! Os modelos podem ser baixados e imprimidos pelas confecções na hora que quiserem e depois é só passar para o modelista reproduzir as peças.

13 053

Apenas assinando o site é que o cliente (confecções e marcas) tem acesso a esses modelos. É uma forma de vender meu trabalho via internet!

No site, o cliente encontra informações de Tendências, Cartela de Cores da Estação, Tecidos e Estampas que estarão em alta, a coleção (no caso verão 2015) e também coloco modelos usados nas Novelas e pelas principais Blogueiras.

61 62

Para você, jovem estilista que está começando agora, uma dica é criar um blog e colocar suas criações lá, para funcionar como um portfólio online mesmo. Isso facilita até mesmo para as marcas que querem contratar seus serviços!

Gostou da ideia? Então corra e monte o seu agora mesmo!!

#ficaadica

Por Andreah Muniz – professora de Personal Stylist da Sigbol Fashion

Referências: 1