Arquivo da tag: estilista

Profissão de moda: Freelancer

O mercado da moda está em constante crescimento e valorizando cada vez mais o profissional completo.

modelista e o estilista, se destacam na área. Porém, ainda há outros profissionais que podem ser difíceis de encontrar – principalmente se a sua marca estiver buscando um especialista do segmento de atuação, como Personal Stylist, Produção de Moda e Styling e Visual Merchandising e Vitrine.

Muitas marcas não possuem um profissional contratado. Elas procuram esses profissionais por sazonalidade. Para esses casos, existe o freelancer de moda: um profissional que trabalha por conta própria para uma determinada marca e sob demanda. Por não ter vínculo empregatício com uma empresa, ele tem a vantagem de trabalhar para duas ou até mais empresas, o que proporciona liberdade ao profissional.

Começar a atuar neste ramo pode não ser uma tarefa tão fácil, já que esse mercado é bastante disputado e exige do profissional criatividade, organização, excelência e atualização constante. Para se destacar, crie um portfólio online, mesmo que você ainda não tenha muitos trabalhos. Também é essencial saber o valor da sua hora de trabalho.

Uma das maiores facilidades da vida de freelancer é poder fazer seu horário, o que torna muito mais simples a participação em cursos, workshops e festivais de moda.

A melhor dica é que você busque entregar um serviço completo. A apresentação de tudo é muito importante, é necessário que seu trabalho tenha sua identidade e passe segurança e profissionalismo ao seu cliente. Atendendo todas as etapas do processo produtivo da indústria da moda.

Na Sigbol Fashion, você pode encontra inúmeras opções de cursos para se especializar, desde criação, desenvolvimento e produção de moda. Saiba mais em nosso site.

*

Por Paola Sanguin, professora do núcleo de criação da Sigbol Fashion.

Referências: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9.

A HISTÓRIA DE RAF SIMONS NA CALVIN KLEIN.

Raf Simons nasceu em 12 de janeiro de 1968, em Neerpelt, na Belgica. Simons começou sua carreira como estilista em 1995. Autodidata, lançou sua própria marca de moda masculina que leva seu nome.

Em 2000 ele se retirou do mundo da moda para um ano sabatico, por não dar conta da burocracia do show business. Voltou com suas criações em 2001, quando retomou novamente sua marca, em 2005 criou sua segunda linha; a “Raf by Raf Simons”.

Sua inspiração é a juventude, e sempre com o design minimalista, como ele gosta de citar: “orgulho pela individualidade”.

Em 2005 foi contratado para assumir o lugar de Jil Sander na marca (trabalhando paralelamente em sua marca), e permaneceu até 2013. Simons se tornou o queridinho da critica, sendo um dos principais responsáveis pela volta do minimalismo dos anos 1990. Em 2012 com a saída de John Galiano da Dior, foi a vez de Simons mostrar seu talento na marca, que permaneceu até 2015.

Por fim, Simons em 2016 assume o cargo na direção criativa da Calvin Klein, onde atualmente faz um trabalho magnifico, e a cada temporada de desfiles nos impressiona com sua ousadia e criatividade.

*

Por Alan Prates, professor do Núcleo de Criação da  Sigbol Fashion

Referências: 1

 Apostila de Estilo da Sigbol Fashion.

A Identidade das Coleções

Hoje vamos tratar de um assunto importantíssimo para alavancar a criatividade e garantir a identidade das coleções. Estamos falando do tema da coleção. Aquela luz que escolhemos para guiar o desenvolvimento das peças e da história que a coleção contará. Cada roupa traz as informações que darão cara única paras as peças, proporcionando unidade e orientando desde a escolha das cores e formas, até, os elementos de estamparia.Imagem relacionada

Foi a estilista Elza Schiaparreli, na década de 30, que teve a ideia inicial de propor coleções com temas específicos. As peças possuíam relação entre si, mas os tema central variava. Assim, nasceu a unidade visual. Inspirar-se no mesmo tema para criar várias peças, ainda hoje, é base de criação dos estilistas.

O tema também, precisa estar ligado à identidade da marca, e vínculo com o público-alvo.

Escolher o tema e estudar sobre ele, é a parte mais incrível dentro do processo de criação. Ele conduzirá os rumos de todas as etapas seguintes e dará unidade e identidade as coleções.Resultado de imagem para fashion illustration collection

Se você deseja aprender o processo criativo e trabalhar na área, nosso curso de Estilo (Designer de Moda) proporciona o melhor do laboratório de criação, desenvolvimento e planejamento de coleções, etc. Conheça mais sobre o curso abaixo:

*

Por Paola Sanguin, professora do núcleo de criação da Sigbol Fashion

Referencias : 1, 2, 3, 4, 5.

Apostila de Estilo, Sigbol Fashion

Programa para desenhar roupas

Com a competição acirrada no mercado fica ainda mais evidente a necessidade das empresas se tornarem cada vez mais eficientes.

Uma das ferramentas inevitáveis nesta busca por mais eficiência é a adoção cada vez maior da tecnologia no processo de produção. Neste sentido, para a indústria têxtil, investir em um programa para desenhar roupas pode fazer toda a diferença.

Resultado de imagem para fashion designer

A adoção de programas de criação na moda traz mais praticidade. Para isso é necessário que o estilista especifique detalhadamente na ficha técnica todos os itens necessários. O CorelDraw, auxilia na elaboração das fichas.

As vantagens em utilizar-lo gera agilidade na criação de novos modelos, maior profissionalização na apresentação do projeto de uma nova coleção, precisão maior nas etapas de modelagem, risco e corte, e muito mais.

Conheça nosso curso de CorelDraw e torne-se um grande profissional de criação.

*

Referências: 1, 2, 3, 4, 5, 6.

Por Paola Sanguin, professora do núcleo de criação da Sigbol Fashion.

Design de Moda: O diferencial das empresas.

O design de moda é um fator determinante para agregar valor aos produtos e às marcas, auxiliando no crescimento da empresa, principalmente no setor têxtil. 

Ele também contribui com as exportações das companhias que investem nesta cultura empresarial.

Para criar é preciso ter fontes de inspiração, que surgem de todas as partes. Desde o comportamento das pessoas nas ruas, das tendências que estão surgindo no mundo, que atualmente visualizamos através de referências pela internet. E nós temos algumas dicas que podem ajudar você na criação:

Uma grande fonte de inspiração é a produção cultural, por isso é importante acompanhar séries, filmes e lançamentos musicais. Informação sobre cores, padronagens e combinações estão hoje em desfiles de moda e sites da internet. Outra forma de conhecer as principais tendências, é seguir as pessoas certas em redes sociais, o maior veículo de comunicação.

A tecnologia pode ser usada não apenas como fonte de pesquisa, mas também um importante recurso para acelerar processos e economizar custos no momento da produção. 

E principalmente, especialize-se na área. Se você deseja se aprofundar na área de design. A Sigbol Fashion proporciona o curso de Estilo para quem deseja se tornar um profissional na área. Conheça um pouquinho mais clicando no vídeo abaixo:

*

Referências: 1, 2, 3, 4, 5.

Por Paola Sanguin, professora do núcleo de criação da Sigbol Fashion