Arquivo da tag: estampas

A história das estampas

Você sabe como surgiram as primeiras estampas? Então senta que lá vem a história…

As estampas podem tanto ser aplicadas por vários e diferentes métodos, porém a mais antiga é feita por blocos de madeira. Alguns anos mais tarde surgiram as estampas utilizando a tela de stencil e os rolos de cobre gravados.

Os fenícios produziram os primeiros tecidos estampados, usando o método de estamparia em blocos e a tecelagem trabalhada em fios de diversas cores formando estampas muito apreciadas pelo mercado. Outro método usado era o stencil, em diferentes estamparias, além de bordados em cores ricas e vibrantes. Mas, os tecidos estampados só passaram a ser utilizados na Europa após o século XVII.

Porém, existem exemplos de estamparia utilizando blocos de madeira sobre linho, durante a Idade Média, técnica esta que foi muito provavelmente trazida da Ásia e introduzida pelos romanos na Europa. A Índia era mestra na arte de estamparia sendo que seus produtos superavam, em muito, o trabalho feito pelos Persas e Egípcios.

Estampas usando técnica de serigrafia sobre linho foram escavadas pelos arqueólogos em tumbas egípcias de 8.000 anos. Seda estampada foi encontrada em escavações a leste do Turkistão e Kansu muito provavelmente originárias da dinastia Tang chinesa. Hoje já temos diversas variações e técnicas de estamparia.

Em nosso curso de Estilo –  Design de Moda, você aprende a desenhar suas próprias estampas e aprende muito mais sobre história da moda. Confira:

*

Referências: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7.

Por Paola Sanguin, professora do núcleo de criação da Sigbol Fashion.

Folhagens e flores verão 2017

Neste verão 2017 uma das apostas para as estampas foram as flores e folhagens.

primeiro

Nas passarelas elas aparecem com ares tropical, coloridas, grandes ,delicadas ou misturadas a outras estampas.

segundo

As flores e folhagens deixam as produções para os dias quentes mais alegres.

terceiro

Vale apostar no look total estampado, ou coordenar com peças lisas.

quarto

Os acessórios neutros caem bem com o look tropical.

quinto

*

Por Elizangela Gomes, professora do Núcleo de Criação da Sigbol Fashion.

Referências: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15, 16, 17, 18, 19, 20, 21, 22, 23, 24.

Padronagens pied de poule e pied de coq. Qual a diferença?

Dá até pra se confundir não é mesmo? Mas nós vamos aos detalhes… O nome “pied de poule” é francês, que significa “pé de galinha” devido ao seu desenho, que lembra pegadas de galinha.12

Em padronagens maiores a estampa também é conhecida como pied de coq.  E foi Coco Chanel a estilista responsável por popularizar essa estampa com seu tailleur inspirado no armário masculino.

14

O entrelaçamento dos fios da trama desse tecido de lã é que forma o desenho característico da estampa. Ele foi desenvolvido na França para confecção de roupas urbanas, mas acabou conquistando os aristocratas ingleses. E hoje, o mundo!

18

Em nosso curso de desenho de moda básico você conhece muito mais sobre padronagens e tecidos. Vem cá conhecer:

*

Por Paola Sanguin, professora do núcleo de criação da Sigbol Fashion

Referências: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7.

Manual Técnico Sigbol Fashion Dicionário da Moda

 

Texturas, cores e formas

materialVocê já deve estar acostumado a sentir texturas, visualizar cores e formas, mas você sabe como elas se apresentam na moda? Primeiramente, esses elementos precisam estar adeptos ao tema da coleção.

2O poder das cores vem sendo estudado há milhares de anos. A cor é uma sensação produzida pelos raios luminosos nos órgãos visuais, que é interpretada pelo cérebro, gerando sensações. Por isso, todo indivíduo é afetado pelas cores. Isso influencia em todos os aspectos da coleção. O preto e branco são cores clássicas e não podem faltar de jeito nenhum, pois tendem a sair mais na hora da venda.

estampas

As estampas e padronagens, também transmitem sensações, por exemplo, desenhos de flores passam harmonia, equilíbrio, ternura, fragilidade e conforto. Já os desenhos geométricos remetem à modernidade.

TexturasAs texturas na moda também devem ser analisadas na hora de criar uma coleção. Na escolha dos tecidos, além do caimento, é preciso pensar no que cada material vai transmitir. A seda, dá um toque suave e macio, reflete a leveza. Já o couro, que é um tecido mais encorpado e remete um pouco à rebeldia.Texturinhas

Mas tudo precisa ser combinado e estudado, pois a roupa reflete nossa personalidade. É muiiiiiito importante conhecer a história e a origem dos materiais usados nas criações. E pra você não ficar de fora dessa, confira só o nosso curso de Estilo:

*

Por Paola Sanguin, professora do núcleo de criação da Sigbol Fashion

Referências: 1, 2, 3, 4, 5.

 

Tipos de Estampas.

A cada temporada novas estampas são propostas. A estampa é um elemento muito importante para um produto de moda. Elas podem ser florais, listradas, geométricas ou orgânicas. Também podem ser em forma de paisagens, pássaros, frases, etc,.

foto 1 foto 2

A estampa de boa qualidade agrega valor às bermudas, camisetas, vestidos, macacões e outras peças do guarda-roupa feminino, masculino ou infantil.

foto 3 foto 4 foto 5

Hoje existem algumas técnicas para o desenvolvimento de uma estampa, e são divididas em três: localizada, rotativa/corrida e digitais. Cada técnica resulta em um tipo diferente de estampa.

foto 6 foto 7 foto 8

Estampas localizadas podem ser produzidas por diferentes técnicas, silkscreen e sublimação são as mais comuns.

O silkscreen é um processo básico, em que são usadas telas, tintas e rolos de borracha. Cada cor do desenho deve ser aplicada em uma etapa diferente, se a estampa possui cinco cores, serão usadas cinco telas separadas.

foto 9 foto 10 foto 11

No processo de sublimação, um desenho é impresso com tinta especial em um papel desenvolvido para sublimação. A imagem é transferida do papel para a peça com auxílio de uma prensa quente.

foto 16 foto 17

Estampas rotativas ou corridas, são utilizadas em peças em que os desenhos preenchem boa parte do tecido. São sequências de padrões como flores, folhas, penas ou pássaros. O custo deste tipo de  estampa é alto, principalmente quando comparado com processos digitais, porém quanto maior é o volume produzido, mais barata a técnica fica. Este tipo de estampa é feito com o uso de cilindros metálicos, que possuem perfurações. A tinta passa por estes furos e fixa no tecido.

Cada cor deve ser aplicada em uma etapa e usar cilindro diferente. Quanto mais cores tiver a estampa, mais caro é o seu processo de produção.

foto 12 foto 13

Estampas digitais são impressas diretamente no tecido, este processo nos últimos anos está cada vez mais popular na indústria, principalmente porque esta técnica permite uma maior precisão nos desenhos e dá para explorar o maior número de cores. O desenho da estampa é digitalizado, depois a peça de roupa é colocada em uma máquina de impressão para receber a estampa. Depois a peça recebe uma lavagem, para que os resíduos da impressão sejam retirados.

foto 14 foto 15

O bom desta técnica é a rapidez com que as peças são estampadas. Este processo é muito moderno, e aumenta as possibilidades na hora de desenvolver um novo produto, principalmente no número das cores. Esta técnica também é muito utilizada para reproduções de fotografias nas roupas.

foto 18 fto 19

*

Por Elizangela Gomes, professora do Núcleo de criação da Sigbol Fashion.

Referências: 123456789101112131415161718192021 e 22.