Arquivo da tag: clássico

Black Total.

A cor preta é considerada clássica, nunca sai da moda, vem estação, vai estação ela sempre aparece.

Para o inverno 2017 está firme e forte, liso, bordado e co ares gótico foi a aposta para esta estação.

untitled-1

Os looks aparecem com recortes e transparências, a maioria dos criadores apostaram na sobriedade.

2

Neste inverno deixem de lado as peças coloridas e apostem no básico, preto com preto.

3

*

Por Elizangela Gomes, professora do Núcleo de Criação da Sigbol Fashion.

Referências: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15, 16, 17, 18, 19, 20, 21, 22 e 23

Tipos de chapéus masculinos

No início do século XX, o uso do chapéu era obrigatório para os homens.  Usar este acessório era considerado sinônimo de estilo e status, por isso que todos os homens não saiam de casa sem chapéu.

Com o tempo, o chapéu deixou de ser usado pela maioria dos homens, com exceção de alguns que usavam esse acessório para se proteger do sol.

Mas parece que essa moda está voltando, algumas personalidades andaram adotando o chapéu para compor o visual.foto 1 foto 2

Hoje existem vários modelos para as estações do ano. Mas alguns modelos estão em alta, o importante é escolher o chapéu de acordo com seu estilo.foto 3 foto 4

O chapéu coco é um dos clássicos, ele foi imortalizado por Charlie Chaplin, este modelo que traz um visual vintage hoje pode ser usado com looks mais leves e descontraídos. Com  a copa arredondada, sem sulcos e abas pequenas e curvadas, o chapéu coco foi adotado  atualmente por artistas.foto 5 foto 6

Chapéu panamá é um dos mais famosos modelos masculinos do mundo. Este é confeccionado no Equador, mas ganhou este nome quando o ex-presidente norte-americano Theodoro Roosevelt usou este chapéu no Panamá. Todo de palha, este modelo tem aba larga com cone médio, normalmente, tem o lanço em preto ou marrom, com a modernização ganhou outras cores. Este chapéu é perfeito para o verão, leve e fresco, com as abas grandes protege do sol.foto 7 foto 8 foto 9

Fedora também é outro chapéu famoso usado por homens, principalmente durante o outono e inverno, ajuda a se proteger do frio rigoroso. O modelo original é confeccionado em feltro, mas também é confeccionado em vários materiais diferentes. O chapéu Fedora tem aba média e um cone com tamanho bem próximo ao do panamá.foto 10 foto 11 foto 12

O trilby é um dos modelos que variam do chapéu fedora masculino. A diferença está na aba que é mais curta. O modelo original é em tons neutros e confeccionado de feltro. Como este modelo caiu no gosto dos homens, hoje também é feito em materiais diferentes e com uma cartela mais variada de cores.1O Boater é um chapéu muito conhecido pelos brasileiros. Este modelo se popularizou como símbolo da boemia no Rio de Janeiro, anteriormente era usado pelos banqueiros americanos, daí a origem do nome. Como o chapéu panamá este modelo é confeccionado em palha, mas sua estrutura é reforçada. Outro detalhe que diferencia um do outro está na aba que é reta, copa média e coroa lisa. Esse chapéu é uma ótima opção para o verão, tanto para uso a noite ou durante o dia.foto 16 foto 17 foto 18

O Porky Pie é um chapéu clássico que foi usado por cantores de jazz nos anos 20. Ele é confeccionado em tons neutros, tem uma aba curta, coroa reta e copa baixa, pode ser usado em dias frios.foto 19 foto 20 foto 21

O chapéu Homburg foi eternizado por um personagem de O Poderoso Chefão, Michael Corleone. Este filme foi considerado o melhor da história do cinema por Hollywood. Assim como o chapéu porkypie, este modelo é parecido com o fedor, também tem aba curta e levemente levantada.2A Cartola foi muito popular, compunha os trajes de gala e foi muito utilizada pelos magnatas americanos e britânicos. Nos dias atuais, pode ser vista na cabeça do Slash ou em algum personagem do ator Johnny Depp.3O chapéu Cowboy é um dos mais usados no Brasil, principalmente em Barretos. Este modelo também é conhecido como chapéu country que é associado às festas de peão. Ele tem aba grande e levantada nas laterais, a copa é alta e tem três vincos utilizados para segurar na hora de tirar e colocar o chapéu.foto 28 foto 29 foto 30

*

Por Elizangela Gomes, professora do Núcleo de Criação da Sigbol Fashion

Referências: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15, 16, 17, 18, 19, 20, 21, 22, 23, 24, 25, 26, 27, 28, 29, 30 e 31

Chemisier (vestido camisa).

A criadora do chemisier foi a mademoiselle Chanel, trouxe a peça do guarda-roupa masculino  para o guarda-roupa feminino. Com o passar dos tempos, tornou-se um clássico.

foto 1 foto 2 foto 3

Vários criadores acabaram fazendo releituras do chemisier. É uma peça confortável e versátil, que pode ser usada em várias ocasiões.

foto 4

Para este verão o vestido camisa apareceu em tecidos mais leves e elegantes.

foto 5 foto 6 foto 7 foto 9

O chemisier pode ser adotado por todas as mulheres, sua modelagem veste qualquer tipo físico.

foto 8

Para ter essa peça no seu guarda-roupa sem custo é só pegar do guarda roupa do seu marido, namorado ou pai.

foto 10

Para deixar o look mais feminino, aposte em um cinto coordenado com uma sapatilha ou sandália .

foto 11 foto 16

Para mulheres com estilo mais sensual coordene com um scarpin.

foto 12

Para as mais descoladas aposte no sapato Oxford ou uma bota de cano curto.

foto 13

Com essa peça da pra fazer várias produções, das mais esportivas para as mais elegantes.

foto 14 foto 15

O chemisier pode ser confeccionado com vários tipos de tecidos, o jeans é um deles.

foto 17 foto 18 foto 19 foto 20

Lisos, estampados em tecidos de camisaria, é só escolher qual tem o seu estilo.

foto 21 foto 22 foto 23

*

Por Elizangela Gomes, professora do Núcleo de Criação da Sigbol Fashion.

Referências: 123456789101112131415161718192021222324252627.

Tweed: o queridinho da Chanel

O Tweed, inicialmente utilizado apenas no vestuário masculino, se consagrou em 1954, pelas mãos de Coco Chanel, e foi transformado em um tecido clássico quando a estilista lançou o primeiro casaco de tweed feminino. Deste dia em diante, o tecido nunca mais saiu do guarda roupa feminino.

TWEED1

Para quem não conhece, o tweed é um tecido de textura áspera, geralmente confeccionado de lã ou com misturas de outras matérias primas, e sua principal característica são os padrões coloridos (pontinhos coloridos).

TWEED2

É um tecido muito utilizado para confeccionar casacos, vestidos, saias, shorts e calças, em modelagens clássicas. Apesar da fama de ser um tecido clássico, também pode estar presente em looks casuais, criativos ou românticos.

TWEED3

Nas ultimas estações, o tweed veio com força total, em muitas formas e estilos. Apareceu em peças como calças, jaquetas, vestidos, mantos, sapatos, bolsas e chapéus.

TWEED4

O tweed requer um pouco de cuidado, principalmente quando produzido 100% lã. O fato de ser hoje também produzido em fibras sintéticas facilita a forma de manter o tecido como novo.

foto 17

Como qualquer peça, é importante ler as instruções da etiqueta. Se o tecido for de lã, seque-a deitada sobre uma toalha; se necessário, use um secador. Caso lave à maquina, coloque no ciclo mais leve, para evitar encolhimento. Para manter a peça em ótimas condições, pendure em cabides grossos ou acolchoados, principalmente no caso de casacos, blazer ou casaquetos. Procure dobrar calças ou outras peças em tweed e guarde-as na horizontal. Guarde as de lã em um lugar seco e fresco, onde não podem ser comidos por traças. Procure guardá-las em algum tipo de embalagem plástica ou em uma caixa de cedro.

foto 14

Para limpar peças em tweed, procure produtos de limpeza a seco e próprias para o tecido. Caso sejam usados produtos impróprios, o tweed pode encolher. Para quem não tem tempo de cuidar de peças em tweed de lã, hoje existem lojas especializadas para lavar e secar produtos que requerem mais cuidados.

*

Por Elizangela Gomes, professora do Núcleo de Criação da Sigbol Fashion.

Referências: 1, 2, 3, 4, 5 e 6.

Suspensório!

O suspensório é uma peça do vestuário masculino que, inicialmente, era usado para suspender as calças, na ausência do cinto. O acessório é composto por duas alças (que podem ser elásticas ou não), presas ás calças por botões, e que se cruzam nas costas. Não temos notícia de quando foi criado, mas acredita-se que o suspensório existe há mais de 200 anos.

FOTO01

Em 1800, o suspensório passou a ser uma peça extravagante, usada em alguns filmes no cinema ou em novelas de época: a intenção era retratar um personagem excêntrico.

FOTO02

Nos anos 2000, a moda começou a resgatar décadas passadas, surgindo a moda vintage ou retrô. Com o resgate das tendências passadas, o suspensório voltou ao guarda roupa, fazendo agora parte do visual masculino e feminino. O acessório, entretanto, dividiu opiniões: algumas pessoas o achavam elegante, outras acreditavam ser uma peça antiquada, indicada somente para pessoas mais velhas. Hoje, os fashionistas o adoram e o suspensório foi alçado a peça estilosa.

FOTO03

Os Punks e Rockabillys mantiveram o suspensório em seus looks, mesmo após cair em desuso. Até os dias atuais, ainda está presente no guarda roupa de diversas tribos.

FOTO04

Com o passar do tempo, o suspensório deixou de ser apenas uma peça útil, e passou a ser também estético: percorreu algumas décadas, mas terminou por sumir, reaparecendo, alguns anos depois, nas últimas coleções.

FOTO05

É preciso ter alguns cuidados na hora de usar o acessório, para não errar na coordenação do look. Procure não combinar uso de suspensório com cinto: ambos tem a mesma função, segurar as calças, saias ou shorts.

FOTO06

Outro cuidado é com a regulagem: nem muito baixo, nem muito alto, para não causar desconforto.

FOTO07

Para pessoas com estilo mais clássico, prefira o suspensório de cores neutras, assim é possível coordenar com outras cores de camisas e calças.

FOTO08

Para as pessoas que curtem um visual mais despojado, apostem em acessórios coloridos (cuidado com exageros).

FOTO09

O acessório pode ser usado com calças de alfaiataria, coordenados com camisa e gravata borboleta, deixando o visual mais clássico.

FOTO10

Para um look formado com calça jeans e outras peças informais, aposte em suspensórios com presilhas de metal, já que pouquíssimas calças jeans tem adaptador para os botões.

FOTO11

Para mulheres e homens que gostam deste acessório vintage, aproveitem que a moda esta de volta, e já deu o ar da graça em coleções anteriores. Algumas personalidades e fashionistas já estão usando. Escolha um modelo que tem a sua cara e se joga!

FOTO12

*

Por Elizangela Gomes, professora do Núcleo de Criação da Sigbol Fashion

Referências: 1, 2, 3 e 4