Arquivo da tag: Carnaval

Creative Friday – Carmen Miranda

O que que a baiana tem?

carmn

Nossa pequena notável, (pequena mesmo! Carmen tinha 1,52 cm de altura, por isso suas plataformas de até 20 cm e turbantes elaborados em demaseio para disfarça-lhe o tamanho) vinda de Portugal porém criada na Lapa, Rio de Janeiro. E foi nas rodas boêmicas cariocas que Maria do Carmo Miranda Silva da Cunha criou tal personagem que viria á ser ícone do século 20.

Foi a primeira artista multimídia brasileira, estando presente nas rádios, televisões, teatros, cinemas da América.mg1

Eternizou importantes compositores brasileiros da época com marchinhas e sambas, e seu jeito único de cantar e interpretar tais canções.

Única no movimento das mãos e quadris e no revirar dos olhos verdes, estilizou a baiana, com badulaques, a boca pintada de vermelho, sempre sorridente e tão imitada, amada e parodiada em todos os cantos do mundo.

tumblr_mw5utzO5NY1s0gzw8o1_500

Em 2015 fazem 60 anos que tal estrela nos deixou. E para homenageá-la nada mais justo que dedicar-lhe nosso Creative Friday de hoje!

painel

ha pa and eli ELISANGELA mar me OSASCO pri pri2 RIBEIRÃO ta taubaté

Personalize seu abadá sem erro!

O carnaval já está aí e você ainda não customizou seu abadá ainda? Então aproveita essas dicas, fáceis e rápidas, de como você pode deixá-lo personalizado.

Não precisa saber costurar para modificar seu abada. Siga nosso passo a passo e seja feliz no carnaval!

FOTO 01

Materiais necessários :

imagem 4

  1. Um abadá
  2. Uma tesoura boa, para cortar a peça.
  3. Fitas de Cetim
  4. Linhas de Costura
  5. Agulhas
  6. Alfinetes
  7. Adereços para enfeitar como: miçangas, laços, renda, etc.

 

MODELO 1Imagem 5

 

Imagem 6

Corte a cava do abada, deixando-a mais estreita, depois marque e corte o decote deixando-o mais cavado, faça a barra apenas da frente em formato V, e o meio da blusa em um V menor.

Imagem 7

Para as costas, marque um desenho nadador e corte.

Imagem 8

Por fim, passe uma fita colorida entre o decote do peito e o recorte da barriga.

 

MODELO 2

Imagem 9

 No abada faça um corte na gola formando um decote canoa.

Imagem 10

Diminua o comprimento da peça claro que essa parte é opcional, a barra pode ser até em diagonal se preferir.

Imagem 11

 Corte o meio das costas em formato V ao contrário.

 

MODELO 3

imagem 12

 No abada corte a cava frente deixando mais fina, como se fosse uma regata. A alteração do comprimento é opcional.

imagem 13

Aplique o recorte nadador nas costas: basta desenhar um formato oval é igual em ambas as cavas e cortar.

imagem 14

 Para finalizar, amarre uma fita ou o pedaço do abada tirado, recortado da barra, formando uma tira comprida, depois que fizer o decote nadador. Você pode optar deixar mais apertado ou frouxo.

  

MODELO 4

Imagem 15

Corte a manga do abadá, se ele for este tipo de modelo.

Imagem 16

Corte o decote frontal, deixando-o em formato canoa, e cortar o comprimento é opcional.

Imagem 17

Por fim risque um decote em U, só nas costas: verifique  a profundidade do U, deixando mais fechado ou mais aberto, de acordo com sua vontade.

 

MODELO 5

FOTO 01

Reproduza no abadá o mesmo desenho indicado no pontilhado do desenho. De um lado, tire a parte superior da manga, fazendo um decote redondo até o outro lado do ombro, deixe uma alça e corte só um pedaço da parte superior da outra manga, de modo que ao vestir a peça seja sustentada pela parte da alça deixada no ombro. Você deve cortar frente e costas juntas é aconselhável nesse modelo alfinetar frente e costas juntas.

MODELO 6

imagem 20

Corte o decote em formato V apenas na frente. A profundidade do decote é opcional. Corte as mangas, se houver e altere o comprimento como desejar.

imagem 21

Faça 4 cortes paralelos como indicados no desenho, da largura e tamanho desejados, formando 2 tiras que devem ter o mesmo tamanho e comprimento suficiente para serem amarradas.

imagem 22

Ao vestir amarre nas costas as duas tiras formadas, deixando o abadá mais acinturado como mostra a imagem.

Enfeite seu abada como quiser: brinque com cores e materiais, tenha uma peça exclusiva para pular o carnaval.

FOTO

*

por Keyla Ferreira Conde Selas, professora do Núcleo de Modelagem da Sigbol Fashion.

Referencias: 1, 2, 3, 4, 56, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15 e 16

Look perfeito para carnaval: caia no samba com a modelagem adequada!

O carnaval é um grande acontecimento brasileiro que vem crescendo e se modernizando cada vez mais, e com isso ganhou não só nós brasileiros, como o mundo todo. Recebemos visitantes dos quatro cantos do mundo para nossa festa, que procuram lugares para se divertir com esse espetáculo.

FOTO 01

E quem não quer se divertir e ao mesmo tempo estar linda, confortável e cheia de estilo, com um look ou uma fantasia perfeita, que esteja de acordo com o seu estilo, seu físico  e sua personalidade? Agora, não esqueça de pensar no local onde vai pular carnaval: se você escolheu um bloco de rua, ou atrás do trio elétrico, a melhor opção é  optar por um look mais leve e confortável, como uma combinação de shorts de modelagem mais larga e solto, mais curtinho, uma sandália baixa, e uma regata de malha que não seja muito colada. Isso ajuda a não marcar nada e, para complementar, pode abusar dos assessórios, como pulseiras e brincos, e, é claro, uma bela maquiagem. Vá alem: customizando seu abada e deixando-o com o seu próprio estilo! Basta ter uma tesoura, fitas e criatividade. Que tal se inspirar nas famosas e deixar o seu abada com o seu próprio estilo.

FOTO 02

Agora se você preferir um baile de carnaval e optar por fantasia, não se esqueça de  que estamos em um país tropical, e que essa é a estação mais quente do ano, então escolha um look que te deixe mais a vontade, e opte por modelagens soltas e que permita movimento nas cavas e no ombro, ou seja, nada colado demais, abuse da maquiagem e complemente seu look com um saltinho que lhe deixe à-vontade para dançar e curtir o baile de carnaval.

FOTO 03

Se o seu estilo é a diversão do  carnaval, mas não gosta de fantasias e não abre mão de uma bela roupa e um salto, então a melhor opção é assistir o carnaval de camarote na Sapucaí ou no Anhembi, com mais conforto e com aquela emoção de ver de pertinho os desfiles maravilhosos das escolas de samba. Vá á vontade, permita-se escolher inclusive peças mais justinhas, mas que não marque gordurinhas indesejadas, opte por malhas mais encorpadas ou tecidos planos que sejam de algodão. Nada de tecidos  sintéticos, pois para quem quer sambar e suar ele não é aliado. Jogue seu abada customizado por cima da roupa e caia no samba!

Agora você estará pronta para curtir o carnaval e arrasar um look perfeito e de boa modelagem!

FOTO 04

*

Por  Cynara Gomes Rodrigues, professora do Núcleo de Modelagem da Sigbol Fashion

Referências: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11 e 12

Estilistas e o carnaval: já bordou sua fantasia hoje?

FOTO1

Festa que literalmente interdita o país, o Carnaval, para muito além de marchinhas, folia e muito samba, também nos traz uma quantidade razoável de… emprego! Sim, caro leitor! Você não leu errado, não! Emprego sim, e voltado para a indústria da moda. Nunca pensou que pudesse trabalhar para escolas de samba? Pois deveria…

FOTO2

A cada ano, milhares de fantasias saem dos barracões das escolas de samba, destinadas à população em geral (que ajuda a manter cheias as alas temáticas) e aos freqüentadores que já fazem parte da escola, anualmente. Além destas, também as fantasias dos passistas, mestres sala e porta bandeiras, destaques de carros alegóricos e madrinhas e rainhas de baterias, totalizando uma infinidade de fantasias que são produzidas por profissionais qualificados. Além destes, também as fantasias mais caras e mais elaboradas (consideradas muito, muito importantes para a escola) costumam ser feitas em ateliês, fora do barracão, encabeçadas por estilistas responsáveis desde sua concepção, até sua conclusão e entrega.

foto3

Nesse meio tempo, somente em uma fantasia pode-se utilizar mais de 90 mil pedrarias e cristais, peças que totalizam, entre custo e lucro, até R$ 150.000,00 (cento e cinqüenta mil reais). Um dos maiores produtores de fantasias luxuosas para a festa é o estilista Walério Araújo, que veste desde madrinhas de bateria de alto nível (como Sabrina Sato, Mariana Rios, etc) até muitos dos convidados do baile anual da Vogue, e, pasmem, já atendeu clientes no mesmo dia da festa, desesperadas por suas máscaras, adornos de cabeça ou qualquer fantasia que, porventura, tenha sobrado em seu ateliê!

FOTO4

Somente na parte de produção do próprio barracão, as grandes escolas mantém de 25 a 30 costureiras, além de bordadeiras, figurinistas, aderecistas, etc. Ou seja, um nicho de mercado grande e ainda não excessivamente explorado pelo setor.

Que tal começar agora mesmo a produzir seu currículo para escolas de samba? Prefere trabalhar com espaço próprio? Comece já a produzir suas fantasias para venda! Corre que ainda há tempo hein…

*

por Haranin Julia Maria, professora do Núcleo de Criação da Sigbol Fashion

Referências: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12 e 13

A História do Carnaval

É carnaval todo ano nesse país, gente! Brincadeiras à parte, não enlouquecemos por aqui, não. O carnaval realmente acontece todos os anos, e no Brasil, normalmente, tudo é interrompido por conta desta festa. Mas você, nosso folião fashion, sabe qual é o verdadeiro significado dela?

montagem1

O carnaval é uma festa popular que surgiu ainda na Antiguidade, com o objetivo de celebrar os deuses pagãos e a natureza. Depois foi reconhecida pela igreja e incluída no calendário cristão. Séculos depois, ainda é comemorada no mundo inteiro! E cada país tem diferentes características para sua celebração.

foto 23

O carnaval (que em latim, recebe nome de “carnis valles”) é a festa que marca o adeus à carne, ou seja, marca a data de início do grande período de jejum, abstinência e caridade, conhecido pelos cristãos como a quaresma, período de 40 dias que antecede as celebrações da Sexta Feira Santa e da Páscoa.

Por conta disto, sempre houve uma grande concentração de festejos populares, e cada lugar brincava a seu modo, de acordo com seus costumes, incluindo-se as formas extravagantes.

montagem2

Há indícios de que sua origem foi na Grécia, em meados dos anos 600 a 520 a.C. Os gregos realizavam, neste período, seus cultos em agradecimento aos deuses pela produção e fertilidade do solo.

foto 21

Em Roma, a celebração prolongava-se por sete dias nas casas, nas praças e nas ruas, onde todos bebiam, comiam e celebravam alegremente, na busca incessante aos prazeres. Todas as atividades e negócios eram fechados neste período, os escravos ganhavam liberdade temporária e as restrições morais eram relaxadas. As pessoas trocavam presentes, um rei era eleito por brincadeira e comandava o cortejo pelas ruas.

foto 2

Em 500 d.C. essa comemoração foi adotada pela igreja Católica como precedente a quaresma, longo período de privações, que resultaria na invenção de diversas festividades nos dias que antecedem a quarta-feira de Cinzas.

foto 4

No período do Renascimento, as festas de carnaval incorporavam os bailes de máscaras, com ricas fantasias e carros alegóricos. Outros tipos de comemorações populares foram tomando o formato atual.

montagem3

O carnaval de hoje, feito de fantasias, é produto da sociedade vitoriana do séc. XIX. Paris foi a principal cidade modelo, exportadora da festa carnavalesca para o mundo. Cidades como Nova Orleans, Toronto, Nice, Santa Cruz de Tenerife e Rio de Janeiro se inspiraram nas festas carnavalescas parisienses.

montagem4

O Rio de Janeiro criou seu estilo próprio de fazer carnaval, com desfiles de escolas de samba, e terminou por influenciar outras cidades brasileiras e o restante do mundo, como São Paulo, Helsinque e Tóquio.

montagem5

Atualmente o carnaval do Rio de Janeiro está no Guinness Book como o maior carnaval do mundo, com um número estimado de 2 milhões de pessoas por dia, nos blocos de rua da cidade. Em 1995, a cidade de Recife, com a festa do Galo da Madrugada, também entrou para o Guinness como o maior bloco de carnaval de rua do mundo.

montagem6

*

por Elizangela Gomes, professora do Núcleo de Criação da Sigbol Fashion

Referências: 1, 2, 3, 4 e 5