Arquivo da tag: beleza

A marca Too Faced desembarca no Brasil!

As festas do final de ano estão chegando e com elas muitas novidades, entre elas o desembarque de uma renomada marca de maquiagem ao Brasil. Estou falando da Too Faced fundada em 1998 por Jerrod Blandino e Jeremy Johnson, conhecida principalmente pelos cosméticos divertidos, inovadores e embalagens fofas. Outra informação que não podemos deixar de lado é que se trata de uma marca cruetly-free, ou seja, que não faz testes dos seus produtos em animais.

A Too Faced está sendo vendida desde o dia 28/11 pela Sephora no Brasil e já traz uns dos itens mais aguardados pelas adeptas da marca, a máscara de cílios “Better than sex” ( na versão lavável e à prova d’água) que foi um dos maiores sucessos de vendas em 2016. A máscara deixa os cílios cheios e definidos em uma só aplicação, além do líquido preto ser livre de parabenos, que é um componente químico que faz mal a saúde. Entre os produtos vendidos no site, estão o primer para olhos Shadow Insurance e o estojo de sombras em pó Chocolate bar Eye que cheira a chocolate!

Mas essa não foi a única novidade na área dos cosméticos por aqui esse ano, pois a marca popular japonesa, a Bioré trouxe uma linha de limpeza facial com sabonete líquido, lenços removedores e demaquilantes em gel, óleo ou sérum que estão sendo vendidos na rede de farmácias Raia-Drogasil desde outubro. E a marca americana skincare de luxo, aLa Mer”, que inaugurou a primeira loja aqui em 2015 no Shopping Iguatemi traz esse ano para o Brasil a sua primeira linha de maquiagem “skincolor La Mer” que promete a regeneração das células cutâneas, belas embalagens e produtos com texturas leves.

Como o Brasil é o 4° maior mercado de beleza do mundo, ficando atrás dos Estados Unidos, da Coreia e do Japão e de se esperar que futuramente cada vez mais marcas invistam na indústria de cosméticos por aqui. Então, fiquem atentas as novidades das suas marcas preferidas, quem sabe elas não desembarcam por aqui também? 

Por Karine Holzmann, professora do Núcleo de Criação Sigbol Fashion

Referências: 1,2,3,4,5,6 e 7

A efemeridade da estética feminina através dos tempos.

Assim como as roupas e o comportamento, a maquiagem e o que conhecemos como belo também evolui como o passar dos tempos.

Ainda que cada pessoa tenha a sobrancelha com um desenho próprio, vale muito ver como elas mudaram com o passar dos anos e o que isso tem a ver com os padrões de beleza de cada momento.

1 egito

No Antigo Egito por exemplo Cleópatra e Nefertiti usavam pó mineral nas pálpebras e nas sobrancelhas. Algumas inclusive tiravam alguns pelos ou raspavam toda a sobrancelha, pra poder fazer o formato perfeito com o pó mineral. Isso não era só vaidade, mas eles acreditavam que o pó mineral protegia de doenças e afastava os maus espíritos. Além disso, quando um gato morria, todo mundo na casa raspava as sobrancelhas como sinal de luto.

2 grécia

Na Grécia Antiga e em Roma acreditava-se no poder da beleza natural e da pureza, e isso significava sobrancelhas bem grudadas! E se a sua sobrancelha não fosse assim naturalmente, eles utilizavam um pó escuro para juntá-las.

3 middle age

Na Idade Média as mulheres depilavam fora quase toda a sobrancelha e ainda tiravam os fios ao redor da testa para darem a impressão dela ser o maior possível! Também havia aquelas mulheres que pintavam a sobrancelha de ruivo em homenagem à Rainha Elizabeth.

4 1910

Em meados de 1910 começou a surgir maquiagem como produto comercial (antes disso, tinha-se a ideia de que só prostitutas usavam maquiagem) e um dos primeiros produtos foi para sobrancelha, quando T.L. Williams usando química, conseguiu criar um produto similar (e mais comercializável) que chamou de Lash Brow Line, que eventualmente seria chamado de Maybelline.

circa 1927: Hollywood fim star and original 'It Girl', Clara Bow (1905 - 1965). (Photo via John Kobal Foundation/Getty Images)

Em 1920 marcou o início das cultura das celebridades, com as mulheres se inspirando nas estrelas do cinema mudo, como Louise Brooks e Clara Bow, que tinham sobrancelhas finíssimas, quase retas e que iam até as têmporas. Nesse momento, muito por influência de Coco Chanel e sua moda com calças, a maquiagem das mulheres começou a ficar mais ousada, expressando confiança.

_

6 1940

Durante a II Guerra as sobrancelhas começaram a fazer um retorno ao seu ‘estado natural’, mas com um arco definido demonstrando força e feminilidade.

_

7 1980

A era do “quanto maior, melhor!” As sobrancelhas mais populares eram as naturais, cheias, e que davam a impressão de um look um pouco decadente, como Madonna de cabelo platinado e sobrancelhas muito escuras, e Brooke Shields com seus fios grossos e muito cheios, emblemáticos até hoje.

8 1990

Os anos 90 foi a resposta aos excessos dos anos 80 exibindo um shape minimalista.

*

Por Mayara Behlau, professora do Núcleo de Criação da Sigbol Fashion.

Referências: 1 e 2

Novos padrões de beleza.

A beleza sempre foi um tema a se discutir, no decorrer da história a mulher passou por vários padrões de beleza, quem não estava neste padrão, de certa forma era excluída pela sociedade. Na antiguidade até a idade moderna era belo a mulher ter muitas curvas.

foto 3 foto 2 foto 1

No final do século XIX, a cintura era referência de beleza, e durante o século XXI ocorreram várias mudanças. Na década de 50 as mulheres com curvas ainda eram o padrão de beleza, mas depois da década de 60 a silhueta do momento era a ausência de curvas. Principalmente na área da moda, as modelos com influência da Twiggy ficaram magérrimas, e essa silhueta até pouco tempo dominava o mercado de moda.

foto 4 foto 5

Mas como nada é para sempre, e com o surgimento de novos mercados, os padrões não são mais os mesmos, hoje tem mercado para todas, magras, malhadas ou cheinhas. Alguns criadores já estão incluindo modelos um pouco maiores do que antes, principalmente com o aumento na procura do mercado plus-size. São poucas, mas algumas agências já tem em seus portfólios modelos com mais curvas para atender a necessidade dos seus clientes.

foto 7foto 8foto 6 foto 18

Nos dias atuais, ainda não vemos muita propaganda sobre este mercado em relação aos outros, mas aos poucos está mudando.

A modelo Ashley Graham se tornou uma ativista empenhada pelo direito de assumir o próprio corpo, a ideia é que todas as mulheres tenham mais confiança, independente do número que usem e que o mercado de moda comece a desenvolver mais produtos de moda para essa consumidora, principalmente coleções de prêt à porter e alta costura, por que não? Assim o mercado aumentará a procura por modelos com mais curvas.painel - 1

NEW YORK, NY - SEPTEMBER 15: Ashley Graham walks the runway as Addition Elle presents Fall/Holiday 2015 RTW and Ashley Graham Lingerie Collection At KIA STYLE360 on September 15, 2015 in New York City. (Photo by Thomas Concordia/WireImage for STYLE360)
foto 12

A revista Elle, em algumas edições anteriores, também lançou uma campanha promovendo essa mesma ideia, publicando vários editorias com modelos de belezas e manequins diferentes. As consumidoras aos poucos estão mudando e a mídia precisa usar isso a seu favor, incentivar as mulheres a serem felizes como são, afinal a moda é para todos.

painel - 2

*

Elizangela Gomes professora do Núcleo de Criação da Sigbol Fashion.

Referências: 12345678910 ,11121314151617 e 18.

 

oto 16 Foto 17

Desfile de Moda is the new black

(A expressão “the new black” quer dizer algo novo, a tendência do momento.)

Um ambiente como o de uma prisão pode muitas vezes piorar o comportamento, saúde física e mental de quem lá vive, tomar medidas simples e criativas podem ajudar e mudar o futuro dessas pessoas.imagem2

Isso aconteceu no Complexo Penitenciário de Bangu, no Rio de Janeiro, onde as detentas participaram do Miss Penitenciária 2015. Dez mulheres concorreram pelo prêmio, o intuito do concurso é incentivar as mulheres a se integrarem e a combater o ócio.imagem1imagem3

Outra ação parecida foi realizada pela marca Doisélles, com o projeto Flor de Lótus que  concretizou uma parceria entre a iniciativa privada e o Estado na busca pela valorização da mão-de-obra carcerária.4tqjy7whgmg1y4lg2jlhgiue1

A marca que tem como carro chefe o tricô e o crochê, levou tal projeto a frente, montando uma oficina com 20 presos, 20 tesouras e 20 pares de agulhas na Penitenciária Professor Ariosvaldo De Campos Pires, onde rapidamente os detentos aprenderam os movimentos dos pontos básicos do tricô garantindo a produção e remindo a pena (cada três dias trabalhados garante um dia de remissão).

tricodetentosflor_de_lotus_01

Hoje a Doisélles tem uma unidade de produção dentro de um pavilhão, onde 18 detentos condenados em regime fechado trabalham com excelência na produção de peças artesanais feitas com técnicas de tecelagem manual: tricô e crochê, que são inspecionadas por rígido controle de qualidade tipo exportação.

“O maior valor de um homem é a liberdade. Quando ela lhe é tirada por falta de merecimento, o seu maior bem passa a ser o tempo. Portanto me parece óbvio que ocupar estas mãos e mentes com trabalho digno é um caminho firme na ajuda do maior principio que inspira o cárcere: a recuperação.”

*

Por Mayara Behlau, professora do Núcleo de Criação da Sigbol Fashion

Referências: 1, 2 e 3

Rose Quartz, a cor de 2016

Como em todos os anos, a Pantone, empresa fornecedora profissional de padrões de cores para a indústria de moda, decoração, arquitetura e design, lança uma cor para seguir tendência nestas áreas.

Mas para esse ano, duas cores foram lançadas: um azul chamado Serenity e um rosa chamado Rose Quartz.

Hoje vamos conhecer a Rose Quartz que é um rosa pastel puxado para o bege.

foto 1 foto 2

A Rose Quartz aparece em vários seguimentos: roupas, esmaltes, maquiagem, design e decoração.

foto 4 foto 9 foto 10

Essa cor suave foi aposta para o inverno e verão 2016, aparecendo em vários tons.

foto 3 foto 26 foto 27 foto 28

Para produções de looks, essa cor pode ser usada em um visual monocromático ou coordenada com outras cores. Fica ótimo com as cores neutras ( branco, preto, bege e cinza). Pode ser combinado com outras cores em tons pastel como azul, verde, amarelo e salmão.

foto 5foto 6 foto 7 foto 8

Para os acessórios, não é necessário usar uma cor só, o look pode ser composto por sapato em um tom claro e a bolsa em um tom mais escuro, em tons pastel ou branco. As estampas também são bem vindas principalmente os florais.

foto 14 foto 15 foto 16

Para maquiagem é preciso ter cuidado porque essa cor não fica bem em todos os tons de pele. Para não ficar muito pálida, aposte no rosa acinzentado ou em um rosa próximo ao nude ou mais escuro para os lábios. Na sombra procure usar iluminadora. Já para as unhas não tem regras. Pode ser usado em um tom ou misturadas as outras cores em tons pastel.

foto 12 foto 13

Para quem gosta de um visual boneca, pode usar o rosa nos cabelos! O problema é só que, às vezes, fica difícil chegar no tom adequado, mas uma dica pra não correr o risco de ficar manchado é apostar em mechas ou só colorir as pontas.

foto 17 foto 18 foto 19

Para a decoração, essa cor pode não ser a mais adequada para ambientes corporativos. Fica ótima em quartos ou em pequenos detalhes na casa, coordenando por exemplo com vasos de vidro branco com flores rosas, ou para um quarto rosa usar um espelho com moldura rosa, papel de parede floral rosa e algumas almofadas. Fica lindo! Caso ache exagerado customize a cabeceira da cama com tecido em flores rosa.
foto 20 foto 21 foto 22 foto 29

 

*

Por Elizangela Gomes, professora do Núcleo de Criação da Sigbo, Fashion.

Referencias: 1234567891011121314151617181920 e 21.