Arquivo da tag: Acessórios

Copa do mundo e sustentabilidade fashion

A princípio o título parece estranho, afinal o que sustentabilidade fashion tem a ver com futebol? E quer saber? Tudo! A marca PangeA prova que é possível trazer o simbolismo do jogo para as ruas de maneira sustentável, com nada menos do que bolas de futebol reutilizadas.

A coleção que é um verdadeiro exemplo de sustentabilidade ambiental,  é composta de bolsas, mala de viagem, suspensórios, cinto entre outros. As peças são feitas a mão, dispensando o uso de máquinas de costura,  e valorizam o desgaste original das bolas. É um trabalho minucioso, com a criação de bolsas que podem levar 1520 pontos ou mais para serem concluídas, isso sem levar em conta todo o processo de limpeza, colorização e desconstrução da matéria-prima coletada nos campos de futebol antes da fabricação das peças.

O design único confere um ar retrô aos acessórios em plena euforia da copa . A única pergunta que fica é você usaria uma bolsa “upcycling” para entrar no clima do maior evento de futebol do mundo?

*

Por Karine Holzmann, professora do Núcleo de Criação Sigbol Fashion

Referência: 1 e 2

Reinaldo Lourenço e Camila Klein.

Joias lúdicas são o resultado da atual parceria entre o Criador Reinaldo Lourenço com a artista plástica Camila Klein. Inspirado na cultura japonesa e no universo da aviação essa parceria rende acessórios supercriativos.

Tudo começou quando a designer e artista plástica viu a coleção de verão de Reinaldo Lourenço, as estampas chamaram sua atenção, redesenhou os prints dos aviões e logo surgiram os brincos, que acabaram fazendo parte no desenvolvimento da coleção dos acessórios.

O resultado desta parceria foram peças autorais e divertidas, sem nenhuma pedra preciosa, anéis, brincos, broches, pulseiras, chokers e tornozeleiras com formato de aviões, o item favorito desta dupla é a gargantilha.

*

Por Elizangela Gomes, professora do Núcleo de Criação Sigbol Fashion.

Referências:1, 2, 3, 4, 5 e 6.

O Brasil é inspiração para a coleção Cruise 2017 da Louis Vuitton.

Nicolas Ghesquière usou como inspiração um Brasil que vai além de beleza natural e da sensualidade, para a coleção Cruise 2017 da Louis Vuitton reuniu futebol, samba e praia, mas com uma mistura bem interessante, também usou como inspiração a arquitetura de Niemeyer, após visitas a Niterói, Brasília e São Paulo.

Untitled-1

A arte brasileira, os esportes como asa delta e parapente foram o foco da coleção, aparecem nas cores e nos recortes das peças vazadas. Provavelmente não tirou os olhos do céu do Rio de Janeiro e do surfe, que também marcou presença nos sapatos em neoprene, material muito usado pelo estilista. Ele também usou a assimetria desconstruída de Hélio Oiticica e a arquitetura de ondulações orgânicas de Niemeyer,

o estilista misturou seu próprio traço aerodinâmico, que aparecem nos grafismos das estampas das bolsas, item clássico da maison. Também fez uma homenagem a Pelé do cearense Aldemir Martins, mais uma das referências evidente da coleção, junto com Oiticia.

Untitled-12

*

Por Elizangela Gomes, professora do Núcleo de Criação da Sigbol Fashion.

Referências: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15, 16, 17, 18, 19, 20, 21, 22, 23 e 24

Ombreiras

Quando falamos em ombreiras logo pensamos “tão anos 80!” os quais serão eternamente lembrados como uma década onde o exagero e a ostentação foram marcas registradas.

Na verdade foram lançadas na década de 40, como uma forma de fortalecer a imagem da mulher, que começava a assumir cargos antes ocupados pelos homens, que estavam indo para guerra. As mulheres se sentiam mais fortes e poderosas, com o visual de ombros largos, que sutilmente arremetiam ao físico masculino.  Na década de 50 com volta dos homens ao mercado de trabalho, as ombreiras caíram em desuso e então na década de 80 retornaram quando as mulheres partiram em busca de seu espaço no mercado de trabalho e político.

No século XXI as ombreiras são apenas um acessório que pode ser usado do lado de fora da roupa, valorizando o look, agora as mulheres não precisam parecer com os homens na forma de se vestir, conquistou o direito de ser feminina sem deixar de lado a competência e capacidade no mercado de trabalho.

001 002 003 004 005 006 007 008 009 010 011 012 013 014 015 016 017 018 019

Tem para todos os estilos, e faz parte do curso de customização da Sigbol, venha conhecer.

*

Por  Pri Marx, professora do Núcleo de Criação da Sigbol Fashion.

Referências: 12345678910111213151617, 18,  2021 e 22.

 

Passo a Passo: Colar de Cordão Encerado

Para este passo a passo, você vai precisar de:

FOTO 01 ENCERADO

  • Corrente com elos grandes
  • Cordão encerado (na cor de sua preferência)
  • Linha de croche ( na cor de sua preferência)
  • Argolas
  • Fecho lagosta
  • Alicates para bijouteria
  • Tesoura
  • Fita métrica ou régua

 

Pronto? Comecemos…

 

1º passo: Corte os cordões encerados nos tamanhos desejados (três fios do cordão encerado, com mesmo tamanho, e uma vez na linha, da mesma forma). Deixe espaços de 25cm entre cada conjunto (exemplo, para o primeiro elo corte 50cm, para o segundo corte 75cm, e assim por diante, repitindo o processo até completar os elos). Ao final de cada cordão, dê um pequeno nó, para que não desfie.

FOTO 02 ENCERADO

 

2º passo: Meça o tamanho da corrente, e coloque os cordões nos elos, por ordem de tamanho. Repita o processo até finalizar.

FOTO 03 ENCERADO

 

3º passo: Coloque uma argola em cada nó.

FOTO 04 ENCERADO

5º passo: Coloque as argolas e o fecho.

FOTO 05 ENCERADO

 

E voilá: um colarzão novinho e lindo pra você!

IMG_4928

*

Por Pri Marx, professora do Núcleo de Criação da Sigbol Fashion