Curiosidade: Por que o Jeans encolhe?

Você sabia?

O tecido passa por processos em máquinas que esticam suas fibras, naturalmente encolhidas. Isso quer dizer que todo o vestuário está com seus fios esticados e sob tensão.

Ao modelar para  uma peça no tecido jeans (denim), devemos levar em consideração o seu encolhimento. Para descobrir o quanto  o tecido encolhe, na cartela de tecidos do fornecedor, o encolhimento trama e urdume é destacado de forma fácil para compreensão de todos os envolvidos na criação e na modelagem.

O encolhimento do tecido é realizado no setor de qualidade do fabricante do tecido seguindo normas internacionais de padrões de qualidade da indústria têxtil.

A cartela abaixo mostra como são destacadas as informações de encolhimento do tecido.

Também aconselhamos lavar o tecido antes de cortar a peça, não somente o jeans, como a maioria. Gostou da dica? Então deixa um comentário e uma sugestão pra gente. 💙

*

Por Paola Sanguin, professora do núcleo de criação da Sigbol Fashion

Referências: 1, 2, 3, 4, 5.

Análise Ergonômica

Você já ouviu falar de análise ergonômica? O que é? Para que serve no mercado da moda?

Conhecido também como laudo ergonômico, trata-se de um documento essencial na avaliação (quantitativa e qualitativa) dos riscos financeiros presentes nas máquinas, equipamentos, postos de trabalho e na execução da atividade profissional.

No estudo da construção da modelagem é necessário conhecer as medidas e proporções do corpo humano. Isso porque a construção da modelagem tem relação direta com os volumes e a anatomia do corpo.

Durante a execução das modelagens é importante considerar alguns fatores primordiais como caimento, conforto, usabilidade, movimento, diferenças físicas, flexibilidade, necessidades estéticas, facilidade ao se vestir e tirar a peça. Também devem ser avaliados os recursos materiais necessários, tais como os instrumentos e as tabelas de medidas.

O bom caimento de uma peça decorrentes de uma boa modelagem são fatores decisivos no sucesso do modelista.

Em nosso curso de modelagem industrial, você aprende o processo de fabricação de roupas em larga escala. Saiba mais em nosso site.

*

Por Paola Sanguin, professora do núcleo de criação da Sigbol Fashion.

Referências: 1, 2, 3, 4, 5.

Cachecol, echarpe, pashmina, estola, xale ou lenço?

Afinal, com que look eu irei? Cachecol, echarpe, pashmina, estola, xale ou lenço? Apesar das peças parecerem iguais, elas possuem diferenças, quer saber qual?

Cachecol

São mais indicados aos dias frios, pois são feitos com lã de tricô ou crochê e tem um aspecto artesanal mesmo. Costumam ser compridos, estreitos e dão um efeito volumoso, já que a intensão é realmente se proteger do frio.

Echarpe

O tecido da echarpe, costuma ser leve e maleável. Também podemos usar nos dias quentes. As echarpes são retangulares, largas e compridas e tem o tecido leve como algodão, chifon, seda ou crepe.  Combina com evento formais, pois ele substitui os xales que foram por muito tempo usados em festas de casamento.

Pashmina

É o que causa mais confusão, pois não se trata de uma peça e sim de um tecido que pode ser usado tanto no inverno como no verão. A pashmina é um tipo de echarpe feita com uma lã especial, a lã de cashmere (que na verdade é um pelo mesmo) é mais maleável que a lã comum.  É uma manta fina que costuma ser mais larga que a echarpe e que pode ser usada para cobrir as costas, apoiada nos braços ou no pescoço.

Xale

Esse acredito que todo mundo já ouviu falar! O xale é uma manta geralmente feita de lã ou pode ser em tecidos leves e usada sobre os ombros, pode ser quadrado (dobrado ao meio, na diagonal), mas também podem ser retangular ou triangular (aparência de um triangulo invertido).

Estola

É uma faixa larga em formato retangular usada em volta dos ombros em eventos sofisticados e costumam ser felpudas com peles de animais, mas agora podemos optar por pelos “fake” os bichinhos agradecem.

Lenço

O objetivo dos lenços não é aquecer e sim dar um charme a mais a sua produção, costumam ser quadrados e você encontra em vários tecidos, estampas e tamanhos.

É uma peça indispensável no guarda-roupa de qualquer mulher, porque pode ser usado de mil formas, na bolsa, no pescoço, na cintura como cinto, no cabelo e onde mais a sua imaginação permitir.

Em nosso curso de Personal Stylist, você aprende uma variedade de looks e vários outros conhecimentos no ramo de consultoria de vestimenta.

*

Por Paola Sanguin, professora do núcleo de criação da Sigbol Fashion

Referências: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11.

ABRAM ALAS: Jean Paul Gaultier para escola de samba da Portela

Jean Paul Gaultier, grande estilista francês desenhou os looks de mais de uma ala inteira (batizada de “Franceses em Madureira”) no desfile da Portela que aconteceu na Sapucaí na madrugada do dia , 4/03 para o dia 5/03.

A escola homenageou a cantora Clara Nunes, que era portelense e morreu em 1983, aos 40 anos .

*

Por Mayara Behlau, professora do Núcleo de Criação da Sigbol Fashion.

Referências: 1

Passo a Passo: Saia de tule

Iremos te ensinar a fazer uma saia de tule super fácil e versátil.

Ela pode ser aplicada em diversas fantasias como:

  • Bailarina
  • Noivinha
  • Bruxa
  • Super-heroína
  • Princesas

Tudo mais que sua criatividade quiser!

Mesmo quem não sabe costurar vai aproveitar nossa dica.

Além de prática você vai gastar pouquíssimo.

Vamos aos materiais:

  • Fita de cetim
  • Seis metros de tule (divida entre as cores desejadas)
  • Tesoura
  • Fita métrica

 1-material

Primeiro marque e corte o tule com o dobro do comprimento desejado para sua saia.

2

Depois divida todo o tule em tiras de 10 cm.

4689

Separe 1 metro do cetim para amarrar as tiras.

1011

Com um nó de marinheiro amarre as tiras na fita, intercalando as cores da forma desejada.

12gif3gif1gif2

Finalize dando um laço ajustado na cintura e tharammmm!

Bóra lá arrasar no CARNAVAL !!!

final

*

Sigbol Fashion.