A HISTÓRIA DE RONALDO FRAGA.

Ronaldo Fraga nasceu em Belo Horizonte, Minas Gerais, em 27 de outubro de 1967; formado pelo curso de estilismo da UFMG, pós-graduado na Parson’s School de Nova York e Millenery pela San Martins School de Londres.

Ronaldo nunca pensou em ser estilista, sempre se interessou por ditadura, foi lendo um livro sobre o assunto que leu sobre uma mulher que denunciava em suas roupas o que estava se passando nos porões da ditadura brasileira, ele achou aquilo muito interessante e a partir dai se interessou pela moda, e em 2001 lançou dua primeira coleção, e viu que conseguiu uma profissão que nem imaginava que teria.

Ronaldo, querendo fugir do clichê de que as lojas de moda devem estar em shoppings, criou o Hotel Ronaldo Fraga, onde tem de tudo, o design é retrô e cheio de arte, um ótimo lugar de inspiração para novos estilistas e estudantes de moda.

Um artista sem fronteiras, ele traz em suas coleções uma mensagem, ele usa sua arte como forma de protesto para alguns temas relevantes da sociedade.

Em 1996 com um título inusitado, ele se lança no mundo da moda, com trabalhos marcados por lançar a cultura brasileira para a moda, Ronaldo se mantêm, com sua personalidade forte e cheia de força e cultura, como um dos estilistas mais relevantes do mercado fashion brasileiro.

*

Por Alan Prates, professor do Núcleo de Criação da  Sigbol Fashion

Referências: 1

 Apostila de Estilo da Sigbol Fashion.

 

A HISTÓRIA DE Miuccia na Prada .

Miuccia Bianchi Prada, nasceu em Milão, na Itália em 10 de maio de 1949. Ela é PHD em ciências politicas, produtora de filmes, estudante de arquitetura e teatro, e aos seus 68 anos segue no topo no comando da grife que leva seu sobrenome herdado de seu avô Mario Prada, que fundou a grife de artigos de couro, em 1979.

Quando herdou a grife de sua mãe em 1978, a estilista deu posição de destaque para a marca com a ajuda de seu esposo, Patrizio Bertelli, designer de bolsas e sapatos e hoje CEO do grupo.

Miuccia era chamada pelo apelido de Miu Miu na infância por sua família, apelido esse que deu origem á sua segunda marca que leva o mesmo nome.

A estilista segue a frente da Prada, onde trabalha, e comanda a Miu Miu onde se diverte com sua ousadia, ela não segue padrões e isso a torna diferente, conhecida por reinventar a feminilidade, ela transforma o “feio” em “bonito” com muita modernidade e elegância, mantendo a marca em plena ascensão no mercado da moda.

*

Por Alan Prates, professor do Núcleo de Criação da  Sigbol Fashion

Referências: 1

 Apostila de Estilo da Sigbol Fashion.

A HISTÓRIA DE RAF SIMONS NA CALVIN KLEIN.

Raf Simons nasceu em 12 de janeiro de 1968, em Neerpelt, na Belgica. Simons começou sua carreira como estilista em 1995. Autodidata, lançou sua própria marca de moda masculina que leva seu nome.

Em 2000 ele se retirou do mundo da moda para um ano sabatico, por não dar conta da burocracia do show business. Voltou com suas criações em 2001, quando retomou novamente sua marca, em 2005 criou sua segunda linha; a “Raf by Raf Simons”.

Sua inspiração é a juventude, e sempre com o design minimalista, como ele gosta de citar: “orgulho pela individualidade”.

Em 2005 foi contratado para assumir o lugar de Jil Sander na marca (trabalhando paralelamente em sua marca), e permaneceu até 2013. Simons se tornou o queridinho da critica, sendo um dos principais responsáveis pela volta do minimalismo dos anos 1990. Em 2012 com a saída de John Galiano da Dior, foi a vez de Simons mostrar seu talento na marca, que permaneceu até 2015.

Por fim, Simons em 2016 assume o cargo na direção criativa da Calvin Klein, onde atualmente faz um trabalho magnifico, e a cada temporada de desfiles nos impressiona com sua ousadia e criatividade.

*

Por Alan Prates, professor do Núcleo de Criação da  Sigbol Fashion

Referências: 1

 Apostila de Estilo da Sigbol Fashion.

A história de Alessandro Michele na Gucci.

Alessandro nasceu em 1972 em Roma, estudou na Academia di Costume e de Moda Romana com o objetivo de ser figurinista.

Começou sua carreira no mercado da moda criando acessórios para a Fendi, porém em 2002 começou a trabalhar na Gucci, e dez anos depois foi nomeado assistente de Frida Giannini, que em 2015 abriu mão de seu posto na direção criativa da marca. Foi então que Alessandro foi nomeado o diretor criativo da marca.

Em sua primeira coleção para a Maison ele trouxe uma estética inovadora com uma pegada andrógina com ecos dos anos setenta.

Alessandro não segue regras e isso o torna único e inovador, surpreendendo a todos em seus sempre atraentes e inovadores desfiles.

Eu tento seguir as minhas próprias regras, e não as diretrizes da moda”.

*

Por Alan Prates, professor do Núcleo de Criação da  Sigbol Fashion

Referências: 1

A história de Karl Lagerfeld na Chanel

Karl Otto Lagerfeld nasceu em Hamburgo, Alemanha. (não se sabe ao certo a idade dele, pois ele não quer que seja revelada).

Depois que frequentou uma escola particular, estudou no ensino secundário no Lycú Montaigne em París, onde se especializou em desenho e história. Karl Lagerfeld (KL) se destacou pela primeira vez na moda em 1955, quando participou de um concurso promovido pelo Internacional Wool Secretariat, ele ganhou o prêmio pelo melhor desenho, dado por um juri que estavam Pierre Cardin e Hubert Givenchy, e o convite para seu primeiro trabalho em uma casa de costura, a Bauman.

Ao mesmo tempo que a carreira de KL estava em ascensão, a Maison Chanel passava por anos de mesmice após a morte de sua fundadora Coco Chanel em 1971. Com sua carreira solidamente estabelecida no mercado da moda, KL torna-se diretor criativo da conceituada Chanel, o que na época causou muita repercussão com os amantes da moda, que consideravam a Maison tradicional demais para o ousado estilista.

Para a surpresa de todos, ele conseguiu inovar na marca sem perder o DNA de Chanel, e até hoje continua criando coleções magníficas e mantendo a Maison no topo do mercado fashion.

*

Por Alan Prates, professor do Núcleo de Criação da  Sigbol Fashion

Referências: 1