Materiais alternativos para a produção de vestuário

Se formos pensar, nem sempre a moda muda a sua base, que é a utilização de tecidos para a construção das suas roupas. Ás vezes vemos alguns desfiles usando roupas de papel Jum Nakao, ou então vemos nos desfiles de moda reciclável que tem suas peças desenvolvidas com jornal, sacos plásticos, copos descartáveis entre outros materiais recicláveis.

O que você acha de roupas produzidas com alimentos? Talvez vocês se lembrem do vestido de carne da Lady Gaga, que foi desenvolvido pelo artista e designer Franc Fernandez.

A jovem artista coreana Sung Yeonju desenvolveu a exposição “Weareble Foods” com diversos tipos de alimentos, tal como tomate, banana, repolho roxo, raiz de lótus, rabanete branco, cebolinhas e camarão. Para as pessoas que dirão que é desperdício de comida, podem ficar tranquilas, que em um dos vídeos do making of da produção mostra que não são feitos somente de comida, a grande base da roupa é a comida escaneada, impressa e recortada no formato. Então o desperdício foi reduzido!

1 a 4

*

Por Beatriz Rezende Ramos – Núcleo de criação

Referencias: 1 e 2.

História da moda em filmes – Edição Moda Império

A ordem agora era conforto e praticidade, uma moda mais recatada retratava a moda Império, roupas luxuosas tonaram-se proibidas. A luxuria francesa desapareceu dando lugar a uma moda grego-romana, silhueta longilínea e fluida, que vai e volta nas tendências de moda atuais.

Moda Império ou Diretório (1790- 1820)

Emma (1996) Gwyneth Paltrow. Retrata a indumentária do séc XIX.

emma

Guerra e Paz  (1956)  Audrey Hepburn, Henry Fonda , Anita Ekberg e Mel Ferrer. Retrata a indumentária do séc XIX.

guerra e paz

Orgulho e Preconceito ( Joe Wright  2005) Keira Knightley e Talulah Riley. Retrata a indumentária do séc XIX.

orgulho e preconceito

*

Por Elizangela Gomes – Professora de moda da Sigbol Fashion

Referencia: 1, 2 e 3.