Creative Friday – Matryoshkas e Babushkas!

Muitas pessoas não conhecem muita coisa sobre a história e os símbolos folclóricos russos, mas certamente quase todos já ouviram falar da Matryoshka, a série de bonequinhas russas ocas que são encaixadas uma dentro das outras, da menor (única maciça) até a maior.

CROQUIS

 

Elas são tradicionalmente feitas de madeira, e podem ser desmontadas, gerando conjuntos de 3 até dezenas de bonequinhas. As mais comuns, entretanto, têm cinco ou sete bonecas. Seu formato é cilíndrico, e não possuem mãos, ou seja, as bonecas são desenhadas em sua superfície. Inicialmente as mais comuns são mulheres e babushkas (camponesas russas, que carregam lenços nas cabeças – referência às avós), mas hoje podemos encontrar uma infinidade de outros modelos, com temas musicais, políticos, de contos de fadas, celebridades, etc. Seu nome tem origem desconhecida, mas a crença geral é de que o termo Matryoshka foi retirado do nome feminino russo Matryona, muito popular entre os camponeses da Rússia antiga. Sua lenda diz que uma boneca, Matry Oshka, foi criada por um camponês, e, sentindo-se solitária, pediu uma filha para seu criador. Da filha, Tryoshka, nasce depois mais uma, Oshka, menor que a anterior, para caber dentro de sua mãezinha. Ao final, cansado do ciclo, o camponês cria Ka, última boneca, de madeira maciça, e lhe diz que ela é um homem, portanto não pode gerar mais filhos. Daí a crença de que a boneca representaria a maternidade e a fertilidade. Porém, de verdadeiro, a única coisa que se sabe é que é um brinquedo popular criado por volta de 1900, por um pintor e um marceneiro russos, até hoje símbolo máximo do folclore russo, que serviu de inspiração nas passarelas internacionais da última temporada.

image (1) image (2) image (3) image (4) image (5) image (6)

Valorizando suas curvas

Se a sua silhueta é do tipo oval, ou seja, cheia de curvas, aprenda como valorizar seus pontos fortes e ficar linda em qualquer situação:

estilo-s-saia-plus-size

Lingerie: A primeira e mais importante das dicas é adquirir uma lingerie adequada, ou seja, sutiãs de sustentação e calcinhas ou cintas ou body modeladores. Meninas, pode parecer bobagem mas faz tooooda a diferença. Deixam o corpo mais firme, ”durinho”, os seios ficam no lugar e com isso qualquer roupa cai bem. Ah, precisam ser em cor da pele, para não marcar nem ficar aparecendo.

painel1

Tamanho: Não compre peças apertadas (que marquem as gordurinhas), e nem largas demais (que fazem você parecer mais cheinha). Hoje em dia as numerações estão malucas, cada loja tem um tamanho diferente para o mesmo número, portanto experimente dois tamanhos, ou até 3, até achar o caimento perfeito.

Bolsas e sapatos: Bolsas e sapatos precisam estar em ótimo estado, pois do contrário derrubam qualquer visual. São bons investimentos, não precisam ser caras, mas sim o melhor que o seu orçamento puder adquirir. Aposte em bolsas estruturadas, com formatos definidos. O tamanho acompanha seu tipo físico, de médio a grande. Um saltinho ajuda a alongar e ficar mais elegante!

painel 2

Bijuterias: São o acabamento do look e precisam ser incríveis, ter “cara de rica”, sabe? Pedrarias coloridas estão em alta, aposte em brincos com uma cor que contraste com a cor de seus cabelos. Levando a atenção para o rosto, você valoriza sua beleza e ainda desvia a atenção de partes do corpo que não gosta.

painel3

Tecidos: Os mais estruturados ajudam a disfarçar. Invista em camisas de tricoline, saias de cetim grosso, tubinhos de tecido plano. Os blazers também são ótimos. Tecidos mais finos, como seda, malha e chiffon podem ser usados com uma lingerie adequada por baixo.

Terceira peça: Truque mais “emagrecedor” é sem dúvidas o da terceira peça num look. Podem ser blazers, jaquetas, casacos, cardigans, coletes… de preferência acinturados e usados abertos e em cores mais escuras. Toda a borda do corpo fica escondida por baixo dessa peça, o que super disfarça as gordurinhas. A atenção fica voltada para o centro do corpo fazendo você parecer mais magra.

Blazer-plus-size-e-tie-dye

Vestidos: Aposte sem medo em modelos Chemise (tipo camisa) e no modelo Cache-coeur (transpassado), esses vestidos nunca saem de moda e valorizam todo tipo de corpo!

chemise-01

~~

Quer saber mais sobre como valorizar as outras silhuetas: Pera, Triangulo invertido, Retângulo e Ampulheta? Venha estudar com a gente!!

 

 *

 

Andreah Muniz – Professora de Personal Stylist da Sigbol Fashion

Referências: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11 e 12 Manual técnico – Arte de Vestir – Sigbol Fashion

CREATIVE FRIDAY – Yellow Submarine

Os quatro garotos de Liverpool continuam inspirando a arte, a música, o cinema e a moda com o passar dos anos e não tão diferente dos demais, o Creative Friday dessa semana traz toda a psicodelia de um marco da animação na década de 60, Yellow Submarine inspirada na música de mesmo nome e em várias outras canções dos Beatles.

mural

O enredo desenrola-se no fundo do mar, na cidade de Pepperland, quando os vilões Blues Meanies resolvem atacar a cidade e para protegê-la, abordo do submarino amarelo, eles, os Beatles!

DSC_0001 DSC_0007 DSC_0009 DSC_0010 DSC_0011 DSC_0015

CREATIVE FRIDAY – 1977

O rei do Rock morre, David Bowie lança o single “Heroes” e uma das vertentes mais importantes do mundo da música nasce: O punk.

Não só especificamente o ano de 1977, mas a década de 70 foi considerada o berço do punk, pois bandas como Misfits, Ramones, Dead Boys e Blondie alcançaram seu auge graças à rebeldia dessa época.

Jovens ingleses desempregados rebelavam-se contra a sociedade que não os compreendia e ganharam voz através da música punk, com letras protestantes que iam contra os dogmas do bom comportamento britânico. Essa voz tinha nome, Sex Pistols, uma ideia do produtor musical Malcolm McLaren junto com a estilista Vivienne Westwood que comprovaram que música, moda e atitude andam juntas. Tal ideia ocorreu em 1975, mas foi com a entrada do baixista Sid Vicious, o lançamento do primeiro e único álbum e uma apresentação da banda televisionada em 1977 que a rebeldia se alastrou por toda a Inglaterra.

PAINEL

CROQUI1 CROQUI2 CROQUI3 CROQUI4 CROQUI5 CROQUI6 CROQUI7

História da moda em filmes – Edição Século XIX Anquinha e Belle Époque

Neste período a ordem foi a de volumes traseiros, com o uso de anquinhas e muitos babados na parte de trás dos vestidos. Arrancando suspiros por onde elas passavam.

Moda da Anquinha ( 1875 -1890)

Anna Karenina (2012),Keira Knightley, Jude Law e Aaron  Taulor Johnson.

anna-karenina-

Coronel Chabert – Amor e mentiras (1994), Gérard Depardieu, Romane Bohringer, Fanny Ardant, André Dussollier e Fabrice Luchini.

coronel chaber

Sherlock Holmes (2009), Jude Law e Robert Downey Jr.

sherlock holmesdoctor Zivago

 

http://www.filmesdetv.com/le-colonel-chabert.html

http://flamesmr.blogspot.com.br/2012/12/filme-anna-karenina.html

Cintura marcada e forma de uma ampulheta é a silhueta deste período, as mulheres sacrificavam-se ao usar uma peça íntima que a estrangulava, tudo em nome da beleza .As mulheres eram frágeis e a qualquer momento depois de um jantar ,poderiam cair ao chão e serem socorridas por belos cavaleiros. Em seus vestidos muitas rendas e caldas varriam as calçadas, mas o importante era manter a elegância dos movimentos.

La Belle Époque

Moulin Rouge – Amor em vermelho (2001),Nicole Kidman ,Ewan McGregor e Richard Roxburgh

images

My Fair Lady – (1964), Audrey Hepburn

my_fair_lady

Titanic – ( 1998), Leonardo DiCaprio , Kate Winslet e Caledon Hockley

titanic

Doctor Zhivago –(1965), Omar Sharif e Julie Christie

doctor Zivago

 

*

Por Elizangela Gomes – Professora de moda da Sigbol Fashion

Referencia: 1, 2, 3, 4, 5 e 6.