Arquivo da categoria: Curiosidades

Pra quem estuda moda ou quer aprender e descobrir as curiosidades desse mundo: Histórias, Tecidos e novidades tecnológicas da indústria.

O legado de McQueen

McQueen teve uma carreira relâmpago, devido a pressão do trabalho e a morte de sua mãe, ocasionou uma forte depressão que o levou ao suicídio em 2010.

Alexander McQueen nasceu em Londres em 17 de março de 1969, deixou a escola aos 16 anos para fazer um estágio na tradicional alfaiates de Savile Row Anderson e Shephard e depois em Gieves vizinhos e Hawkes, ambos mestres na técnica de construção da roupa. Aos 20 anos ele recebeu um convite para trabalhar com o designer Koji Tatsuno, que também tinha referências na alfaiataria britânica. Um ano depois foi contratado por Romeo Giglii para ser assistente de design em Milão. Quando retornou a Londres fez mestrado em moda.

Suas coleções tinham como pontos fortes a técnica de alfaiataria britânica sob medida.

Alexander McQueen também era conhecido por misturar elementos opostos em suas criações, a fragilidade e a força, tradição e modernidade, fluidez e intensidade.

Em 2010 após sua morte foi feita uma exposição no Costume Institute do Metropolitan Museum of Art em Nova York com seus principais trabalhos. A mostra foi a exposição de moda mais visitada.

No dia 8 de junho foi a estreia internacional do documentário McQueen no Reino Unido e no dia 13 de junho nos Estados Unidos, relembrando momentos e características, mais marcantes da vida pessoal e da carreira do estilista. O documentário foi feito baseado em entrevistas de seus amigos mais próximos,e sua família ( sua irma Janet e seu sobrinho Gary James),infelizmente o filme não foi aprovado pela marca.

O legado de McQueen é inspirador para os futuros profissionais do mundo da moda.

*

Por Elizangela Gomes, professora do Núcleo de Criação da Sigbol Fashion.

Referências: 1, 2 e 3

 

Transparência a flor da pele

Nas últimas coleções o tule se faz presente, com a brincadeira de mostra e esconde, dando as peças um toque de sensualidade.

Antes o tule era somente usado em looks românticos ou em roupas de bailarinas, dando volumes as peças. Hoje esse tecido está cada vez mais presente em produções sensuais ou com ares da estética grunge e gótica dos anos 90.

Em algumas criações o tule aparece com resquícios românticos, a proposta para as coleções de 2018 são peças que representam uma mulher forte e independente, as mulheres de hoje já não tem mais a ver só com doçura, fragilidade e delicadeza.

O resultado são variados, a transparência aparece em camisas com ou sem blazer, looks mais fechados na parte de cima, com saias leves de tules tudo com muito bordado. Vestidos quase invisíveis de tão transparente.

*

Por Elizangela Gomes, professora do Núcleo de Criação da Sigbol Fashion.

Referências: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10 e 11

Bolsas transparentes

Para dias chuvosos aposte em bolsas de material plástico e coloridos, esse acessório transparente fez a cabeça das fashionistas. Essas bolsas deixam o look mais divertido, podem ser coordenado em looks que tenha uma peça em verniz. Para looks mais sóbrio aposte em bolsas em tons coloridos. Modelos clássicos também aparecem em material plástico.

*

Por Elizangela Gomes, professora do Núcleo de Criação da Sigbol Fashion.

Referências: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9 e 10.

Creative Friday: Python

Quem gosta de uma onça pode comemorar, pois o animal print, está com tudo, e a estampa de cobra é a bola da vez, a trend do momento.

Os prints animalescos soltaram suas feras nas passarelas. Tom Ford, por exemplo, saiu na frente, abusando das impressões de leopardo, onça e cobra em produções streetwear de luxo e vestidos repletos de recortes e aplicações. E o nosso Creative Friday entrou nessa onda: