Creative Friday – Noh

No início do século XIV, grupos de teatro com uma diversa gama de tradições teatrais seculares faziam turnês e apresentações em templos, santuários e festivais, frequentemente com patrocínio da nobreza.

O gênero de apresentação chamado sarugaku era uma dessas tradições. Seus dramaturgos e atores transformaram o sarugaku em noh com basicamente a mesma forma em que ainda é apresentado atualmente com a introdução de  outros elementos como a música e a dança tirados de um popular espetáculo e acrescentado ao sarugaku.

O noh é a fusão de poesia, teatro, bailado, música vocal e instrumental e máscaras,  caracterizado pelo seu estilo lento, de postura ereta, rígida, de movimentos sutis, bem como pelo uso de máscaras típicas. o codificador maior dessa arte.giphy (2)giphy (1)

Desde o fim da 2ª Guerra Mundial, o noh tem dependido inteiramente do público para sua sobrevivência. Atualmente, o noh continua sendo sustentado por um reduzido mas dedicado grupo de espectadores, assim como por um considerável número de amadores que pagam pela instrução nas técnicas de canto e dança do noh. Em anos recentes, apresentações de noh em ambientes a céu aberto, à noite e sob a luz do fogo (chamadas takiginoh), têm se tornado cada vez mais populares, e há diversas apresentações do gênero durante o verão em templos Budistas, em santuários Shintoístas e em parques.giphyUntitled-1paienlsorocheybiancacris eli ju me pri san tandara
giphy (3)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s