Como avaliar uma boa peça de roupa?

Friends after shopping drinking coffe

imagem 2 imagem 3

Quando se compra uma roupa levamos muito em conta seu preço, a marca que ela pertence, e acabamentos, pagando por uma etiqueta no final.

Quando você aprende sobre costura começa a enxergar o mundo das roupas de outra forma, e também começa a dar muito mais valor a quanto se paga por uma peça.

Começa a entender por que a roupa da marca X é mais cara do que as da marca Y.

imagem 4 imagem 5

Existem alguns passos importantes para saber se a roupa de fato é de boa qualidade e se vale o investimento. Neste post iremos mostrar algumas formas para que você treine seu olhar e que fique cada vez mais minucioso quando o assunto for moda.

 

Olho no tecido

Veja se o tecido da peça é realmente o descrito na etiqueta, tecidos de algodão em média são mais caros, pois as fibras quanto mais naturais mais confortáveis, deixam o corpo respirar melhor, e se decompõe facilmente na natureza. Caso o tecido seja artificial você irá sentir um toque mais “plástico” nele, a fibra sintética foi criada para baratear as peças, muitas vezes vamos ver etiquetas com composições mistas nos tecidos como, 70% algodão 25% poliéster. Isso não quer dizer que a peça é ruim, apenas não será tão bom quanto uma 100% algodão.

imagem 6 imagem 7 imagem 8

 

 

 

 

 

 

Avaliando o shape da peça (a modelagem).

Se possível, prove a peça e veja como vai ficar o caimento, para ser considerada uma boa modelagem a peça deve ter o que chamamos de vestibilidade, ou seja, deve acomodar-se ao seu corpo, moldar a sua sihueta e dar movimento. Pois ninguém merece pagar caro por um blazer, por exemplo, que não te deixe movimentar os braços ou abraçar alguém sem subir.

imagem 9 imagem 10

 

Análise da costura

Costuras devem ser alinhadas e bem encorpadas ao tecido, costuras com ponto pulando, frouxas, quebradiças, emendadas de qualquer forma sem preocupação com o casamento da costura são reprovadas na hora, então antes de levar a peça olhe bem sua costura só leve se tudo estiver no lugar.

imagem 11 imagem 12

 

Acabamento o “$$” da peça.

O que dá valor a uma peça?

imagem 13

Claro que é o acabamento! A intenção dele na roupa é que você não perceba o que foi feito na hora da costurar, serve como uma maquiagem permanente, você não vê nada além de forro, revéis, debrun, tudo que valoriza e deixa a peça com cara de limpa e impecável.

Em uma peça bem feita e acabada você não verá fios soltos, marcações de caneta ou giz, costuras sem que estejam abertas, etc.

imagem 14

 

Costura aberta.

imagem 15 imagem 16

Geralmente quando a peça é de tecido mais grosso, é recomendado que se faça o que chamamos na costura de costura aberta, que é o carinho de se abrir uma costura a ferro para tornar seu interior mais bonito e seu exterior atrativo, acho que não existe ninguém que goste de comprar roupas amassadas. Essa costura pode ser com uma overloque / interloque com um ponto bonito e regulado, ou com viés cobrindo a costura.

 

 Minha casa minha vida

imagem 18imagem 17 imagem 19

A casinha dos botões também deve ser observada, primeiro que o botão deve passar por dentro dela, ele não pode passar com muita facilidade senão será um incomodo o botão ficar abrindo toda hora, como também não pode ter impedimento na hora de passar pela casa. A casa do botão deve ter os pontos bem próximos um do outro e não deve estar desfiando nem soltando linhas.

 

Casamento de listras e xadrezes.

imagem 20 imagem 21

Quando falamos de casamento em vestuário, já se vem à mente as famosas listras e os xadrezes, que claro queremos que eles casem, mas infelizmente o que se acha no mercado é uma enxurrada de divórcios.

Observe se as listras/ xadrezes se cruzam, a intenção de um bom casamento desse tipo de padrão é que ele tenha uma continuidade no desenho, além de ter sido feito com carinho e atenção, fica muito mais agradável aos olhos.

Obs: Sabe aquela pala da camisa social que é feita no sentido contrário dos tecidos, ou que tem na pala, punhos e pé de gola de outra cor?

Pois é, ela foi feita de propósito para que as costureiras não sofressem e nem perdessem tempo fazendo esse casamento de listras ombro a ombro da camisa, que claro duraria uma vida.

imagem 22

*

Por Andréia de Araujo, coordenadora do Núcleo de Modelagem da Sigbol Fashion.

 

Referencias: 1234567891011121314151617181920 e 21.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s