História da gravata

Gravata: um acessório unissex que pode ser usado em inúmeras ocasiões. Mas você sabe como surgiu? Então senta que lá vem a história…

Gravata 2

Inicialmente a gravata apresentava questões de higiene e não de elegância, na época os romanos usavam um pano, que chamava focale, em volta do pescoço, que servia para se proteger do sol, aquecer a garganta e até como o uso de uma toalha para secar as mãos e o rosto do suor (ECCA!).

Gravata 3

O rei da França Luís XIV reparar que os uniformes dos soldados croatas possuíam um tecido em volta da gola. Admirado com tanta elegância, gostou do efeito e começou a usar, seus seguidores obviamente o copiavam. No começo era fabricada de linho ou renda.

A gravata que nós conhecemos hoje, só surgiu mesmo em 1860 e passou a ser fabricada por indústrias. Mas em 1926, Jesse Langsdorf, modelou e inovou a gravata com muita modernidade, tornando a peça fundamental no dia a dia dos looks de empresários, mulheres e homens da alta sociedade.Gravata 5

Mas e você? Ainda tem dificuldades em dar nó na gravata e acaba se enforcando? CALMA! Aqui a gente tem algumas dicas pra você:

Nós Gravatas

*

Por Paola Sanguin, professora do núcleo de criação da Sigbol Fashion.

Referências: 1, 2, 3, 4, 5.

Manual Sigbol Fashion: História da Moda, Manual Sigbol Fashion: Dicionário da Moda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s