Processos de estamparia.

Sem dúvida alguma uma peça estampada da uma valorizada em qualquer look. Ao ser criada uma coleção já são definidos quantos modelos serão estampados, mas para que isso ocorra de uma forma correta é preciso analisar qual o tipo de estampa deve ser  usada em cada peça,  é preciso analisar alguns detalhes como: arte a ser desenvolvida, tipo de modelagem e tipo de tecidos.

Existem diversos tipos de processos de estamparia e aqui vão alguns deles:

Serigrafia ou Silk screen

Esse processo é muito conhecido por ser uma estampa localizada muito utilizada em camisetas.  Ele é executado da seguinte forma: em um quadro é definido a estampa a ser feita esse quadro fica vazado no formato desejado, a tinta que é posta sobre ele é puxada e pressionada por um rolo. Essa tela é normalmente de nylon ou poliéster e é colocado em um bastidor de madeira.

1

A “gravação” da tela se dá pelo processo de fotossensibilidade, onde a matriz preparada com uma emulsão fotossensível é colocada sobre um fotolito, e este conjunto matriz+fotolito é colocado sobre uma mesa de luz. Os pontos escuros do fotolito correspondem aos locais que ficarão vazados na tela, permitindo a passagem da tinta pela trama do tecido, e os pontos claros (onde a luz passará pelo fotolito atingindo a emulsão), são impermeabilizados pelo endurecimento da emulsão fotossensível que foi exposta a luz.

 

2

Silk digital

O silk digital é um processo mais fácil do que o silk comum, porém é um processo mais caro. Uma forma mais simples e mais limpa que não necessita de telas. Feito tudo através de computador, onde se programa tamanho e cores a serem utilizados.

3

Power  film

É um tipo de vinil recortado em plotter. É transferido para a camiseta por prensa térmica. Tem resistência a lavagem bastante razoável. Existem várias opções de cores e até de cromados e aço escovado, que são cores que outros processos não alcançam. Só serve para aplicação de logos e frases em apenas uma cor na camiseta. Pode ser aplicado em algodão ou sintético.

4

Sublimação

Sublimação é a mudança do estado sólido para o estado gasoso, sem que passe pelo estado líquido. Na estampa sublimática, bastante utilizada na confecção de foto produtos, acontece o mesmo processo. A tinta para sublimação que está no papel transfer em seu estado sólido entra em contato com o tecido ou superfície do foto produto e através de calor e pressão que evapora penetrando nas fibras do tecido, ou demais superfícies. Esse processo só pode ocorrer em tecidos sintéticos, que tenham no mínimo 80% de poliéster. Para ser mais claro veja essas imagens:

fig1(1) fig2(1)

Quando expostos a altas temperaturas a tinta sublima, ou seja, ela passa de seu estado sólido diretamente para o gasoso, e se estiver em contato com alguma superfície que absorva essa tinta (caso do foto produto), o vapor irá penetrar nas fibras de poliéster da camiseta ou na resina de poliéster que está presente nos pratos e nas canecas personalizáveis tingindo essas superfícies.5

6

Foil

É um tipo de papel refletivo que tem características de brilho intenso e é metálico. O foil tem resistência a lavagem relativa e oxida rapidamente quando em contato com o suor e calor do corpo humano.

7
Para ser transferida na camiseta, primeiramente é necessário aplicar uma cola na área onde ficará a arte.
Após a cola estar na camisa, é colocado o papel Foil sobre a camisa e assim com ajuda da prensa térmica, é fixado o papel somente onde tem cola.

Estamparia digital

A impressão digital têxtil dispensa a fabricação de matrizes ou cilindros, além de possibilitar a produção em pequena escala. Porém, devido ao alto custo da tinta e do maquinário, a estamparia digital custa em média 3 vezes mais que outros métodos tradicionais de estampar.

Outro grande diferencial da estampa digital é a alta resolução dessas impressoras de tecido. É possível imprimir até fotos através da estamparia digital.

Existem vários tipos de impressoras digitais, que se encaixam praticamente em dois grupos:

  • Plotters, que inicialmente foram construídas para impressão de papel, e posteriormente adaptadas para imprimir ou estampar tecidos.
  • Máquinas de impressão digital em tecidos, com cabeçotes criados exclusivamente para estampar tecidos digitalmente.

8 9

*

Por, Rafaela Monserrat professora do Núcleo de Modelagem da Sigbol Fashion – Unidade São Caetano do Sul.

Referências: 123456789101112 e 13.

2 opiniões sobre “Processos de estamparia.”

    1. Olá Marcos! Tudo bem? Nós não temos informações sobre a máquina, apenas sobre o processo de estamparia. Orientamos que você entre em contato com o fabricante para mais informações.

      Att, Equipe Sigbol Fashion

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s