Arte criando uma identidade!

Conheça agora alguns artistas que conseguiram buscar em materiais diversos, novas formas de produzir arte com sua identidade.

David Catá

Sabe aquele pano de prato que a sua avó bordava?! O artista espanhol David Catá faz quase a mesma coisa, mas o pano é substituído pela camada mais superficial da pele.  Ele tem um projeto chamado “À flor da pele”, esse projeto provoca nossos sentidos causando aflição, mas a forma como ele explica seu projeto é muito convincente e verdadeira:

“À flor da pele é um diário autobiográfico em que o meu corpo é o suporte. Eu escrevo sobre a minha história de vida. Costurando na palma da minha mão, imagine os rostos de todas as pessoas que, de alguma forma, me marcaram ao longo da minha vida, família, amigos, casais, parentes … Suas vidas foram entrelaçadas com a minha para construir a minha história, uma história que termina quando eu ficar sem folhas para escrever sobre “.

Confira o vídeo!

2 1 3 4 Facebook última

David Mach

É um artista escocês que usa diversos materiais para produzir suas obras de arte e a mais curiosa é feita com fósforos. Isso mesmo, em seu projeto Matcheads”, ele criou diversas cabeças, de pessoas famosas, animais entre outros, tudo com palitos de fósforo. E alguma dessas obras foram queimadas depois de montadas! Incrível trabalho!

Fósforo ok 3 Fósforo ok 2 Fósforo ok 1 Fósforo ok 0

 

Anne Catherine Becker Echivard

É uma fotógrafa francesa que deu outros corpinhos para as cabeças de peixe descartadas. Ela montou uma série de fotografias com os “peixe-homem” em diferentes situações, imitando o nosso cotidiano. Vai de trabalhos em fábricas até como traficante armado e as expressões faciais das cabeças de peixes mudaram frequentemente de acordo com a situação. Esse projeto levou o nome de “The Secret Life of Fish”.

fish 6 fish 5 fish 4 fish 3 fish 2 fish 1

Maurizio Savini

É um escultor italiano, conhecido por fazer esculturas com goma de mascar. Exato! A matéria-prima utilizada em seu trabalho nada mais é do que milhares de chicletes. Não dá para acreditar, mas é verdade. E as esculturas são ricas em detalhes e muito caprichadas. Ele utiliza uma espátula para modelar a goma enquanto ela está quente, e acrescenta: “O passo mais importante é a fixação das esculturas com formaldeído e antibiótico”.

MaurizioSavini - chiclete MaurizioSavini - chiclete 3 MaurizioSavini - chiclete 2

*

Referências: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7 e 8.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s