A impressão 3D já chegou ao mundo da moda!

FOTO01

Você já deve saber que a impressão 3D é uma das novidades tecnológicas mais fortes dos últimos anos, certo? E dentre as aplicações dessa novíssima tecnologia, as mais comuns na indústria da moda tem sido na fabricação de acessórios, tais como bolsas, capinhas para celular e joias impressas. A mais recente aplicação, porém, está na fabricação de roupas totalmente impressas.

O biquíni 3D (da grife N12), por exemplo, é composto por milhares de formas circulares, ligadas entre si por fios ultrafinos, que dão forma e flexibilidade à peça. O seu nome foi inspirado no material utilizado para sua confecção, o náilon 12, e o motivo da escolha é muito simples: o material é simultaneamente resistente, flexível e à prova de água, ou seja, mantém-se confortável mesmo quando molhado.

Imagem 4

Para os amantes de sapatos, há ainda uma abundância de opções de modelos impressos, com saltos diversos e em qualquer cor, tamanho ou modelo. O designer finlandês Janne Kyttänen criou diferentes linhas de sapatos femininos, que podem ser baixadas gratuitamente e impressas em casa. Você pode escolher o tamanho dos modelos e personalizá-lo com alguns detalhes, antes de enviar o produto final para impressão.

Imagem 5

Em 2011, os vestidos 3D da holandesa Iris van Herpen figuraram entre as 50 melhores invenções da revista americana Time. Em substituição à prancheta e tesoura, ela usou computadores e impressora para criar roupas, sapatos e acessórios.

Imagem 6

Pensando em otimizar a indústria do vestuário e beneficiar o consumidor final, o designer industrial Joshua Harris percebeu o grau de desperdício que existe no ramo e pensou numa solução simples: um projeto de impressora que produz nada menos que roupas.

Imagem 7

O sistema funcionaria da seguinte forma: o consumidor compraria os cartuchos – não exatamente os de tinta convencionais, mas de material específico. Além disso, o projeto prevê que roupas velhas possam ser usadas como material para a impressão de novas peças. Soa econômico e sustentável?

Os cartuchos poderiam ser comprados diretamente com os estilistas. E, na internet, o consumidor teria à disposição o molde a ser impresso, com as estampas e materiais específicos para cada modelo. Harris idealizou esse projeto tendo em mente o crescimento e as possíveis mudanças do planeta até 2050. Se sairá do papel ou não, somente o tempo poderá dizer.

*

Por Keyla Ferreira, professora do Núcleo de Modelagem da Sigbol Fashion

Referências: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 1011, 12 e 13

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s