Uma história íntima

O surgimento da calcinha

A roupa intima que é utilizada para a mesma função que usamos hoje em dia, que é de proteção, higiene e pudor, só surgiu quando o vestuário feminino sofreu mudanças, isso foi em meados de 1800, pois os vestidos que eram amplos, neste momento, se tornaram mais justos e curtos e eram confeccionados com tecidos mais leves e transparentes. Devido a esse fato surgiram o calção ou, como também era chamado, pantaloon. Este, em geral, chegava abaixo dos joelhos ou até os tornozelos e era confeccionado em um tecido de cor de carne semelhante ao das meias finas.

Por volta de 1820, essa peça íntima já fazia parte do guarda-roupa das duquesas em geral e no período do reinado da rainha Vitória ela determinou que todas as mulheres, que tinham algum poder aquisitivo, deveriam usar as roupas de baixo brancas e recatadas.

calcinhas ok

Do outro lado do Atlântico, em meados do século XIX, havia as pantalettes (calções folgados arrematados com babados nas barras), elas estavam presentes no guarda-roupa das mocinhas em 1820 e 1850 nos Estados Unidos. Como neste período os vestidos voltaram a ter volume e muitas anáguas, para facilitar a vidas das mulheres, as calçolas eram confeccionas em tecido de algodão e tinham aberturas entre as pernas com faixas para cada uma das pernas, para serem atadas por uma cinta larga e ajustada nas costas. Em meados de 1860, para estações mais frias, os calções eram confeccionados em tecidos mais pesados (flanelas e lãs mais grossas) para proteger e aquecer as partes íntimas das damas.

Inicialmente essa peça íntima era confeccionas à mão, mas em meados de 1851 com o surgimento da maquia de costura tudo ficou mais fácil, a novidade agilizou a confecção das peças íntimas. Com a moda das crinolinas os vestidos ficaram mais leves, por tanto as calçolas ganharam tecidos extras e ficaram mais longas, evitando deixar amostra os tornozelos das moças recatadas.

Dessa forma, a roupa intima se tornou obrigatória para toda moça de família e com a produção industrial, se tornou uma peça acessível para todas as mulheres.

*

Por Elizangela Gomes – Professora de moda da Sigbol Fashion

Referências: HAWTHORNE, Rosemary. “Por baixo dos panos: a história da calcinha”. São Paulo: Editora matrix, 2009.

Uma consideração sobre “Uma história íntima”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s