Como funciona uma confecção?

No processo produtivo da Indústria da Moda, otimizar o tempo é essencial para o desenvolvimento.

Um organograma ajuda a esquematizar as operações de cada etapa da produção e estabelecer o tempo para cada processo de movimentação na fábrica.

Mas você sabe como funciona por dentro de uma confeccção?

A maior parte das grandes confecções tem um setor exclusivamente dedicado à criação. Onde o estilista cria os modelos da nova coleção, sempre tendo como base as tendências de moda e comportamentais. Ele também é responsável por produzir a ficha técnica dos modelos, onde estão incluídas todas as especificações necessárias para que sejam bem compreendidos, e posteriormente bem executados pelas modelistas.

Depois é necessário comprar os materiais para a confecção das peças. Mas antes,  é produzida a peça piloto, ela é como um protótipo para descobrir se tudo se encaixa perfeitamente. Esse teste possibilita a realização de pequenas mudanças na peça, garantido o caimento perfeito e o conforto. Evitando futuros prejuízos.

Em seguida, assim que tudo estiver certo com a peça piloto, é hora de passar para a seção de corte. Onde cortam-se todos os modelos que serão confeccionados. E enfim as peças são finalizadas no setor da costura.

A Sigbol Fashion, é a melhor escola de moda do Brasil. Com cursos profissionalizantes e qualificados, onde o aluno sai pronto para o mercado de trabalho.

*

Por Paola Sanguin, professora do núcleo de criação da Sigbol Fashion

Referências: 1, 2, 3, 4, 5, 6.

Moda, cinema e TV em Nova York

Um dos ramos que mais cresce e se profissionaliza no mercado de moda é a área de Produção. Mas, já pensou em se especializar nesse ramo?  A Sigbol Fashion tem os melhores cursos profissionalizantes.

Com o curso de MODA, CINEMA E TV EM NOVA YORK da Sigbol Fashion, você conhece os cenários fotográficos por trás dos filmes que marcaram época, além de aulas práticas e interativas. O curso não exige pré-requisitos ou conhecimento específico da área de moda em si. AULAS EM PORTUGUÊS!

Aprofunde seu conhecimento, conheça a história dos figurinos por trás deste universo incrível. Saiba mais em nosso site.

*

Por Paola Sanguin, professora do núcleo de criação da Sigbol Fashion

Referências: 1, 2, 3, 4, 5.

Enfermeira cria modelo de calcinha para transexuais

Silvana da Silva, técnica em hemoterapia de São Paulo enxergou uma possibilidade de negócio após conhecer os problemas de saúde vividos por travestis e mulheres trans.

Foi durante os plantões em hospitais da zona leste do estado de São Paulo, conversando com pacientes que Silvana percebeu os graves sintomas e problemas urinários acometidos em travestis e mulheres trans por ficarem muito tempo sem ir ao banheiro pois utilizavam fitas adesivas ou colas de alta fixação para esconder a genitália masculina.

Assim, Silvana teve a ideia de criar uma peça íntima em formato de funil, em que as mulheres transexuais pudessem esconder a genitália sem precisar utilizar fitas adesivas. E, além disso, que fosse prático e funcional para que elas fossem ao banheiro.

Mesmo com a ideia nas mãos, Silvana ainda enfrentou muita dificuldade em encontrar alguém que embarcasse no projeto com ela.

Silvana procurou profissionais e encontrou a designer de modas, Renata Martins, que também mora em Guaianases, e que resolveu abraçar o projeto. “Já costurei de tudo. Adoro fazer peças novas. Quando ela chegou aqui, eu nem poderia pegar o caso dela, mas por ser um projeto inovador e eu nunca ter feito nada do tipo eu resolvi tentar fazer e deu super certo”, disse Renata Martins em entrevista ao G1.

calcinha-trans-2019-04-17-f99a7820-fabio-tito-g1

Com o produto nas mãos, Silvana começou a divulgar seus produtos na internet e realizar vendas pelo celular. À medida que o negócio foi dando certo, foi ficando difícil conciliar o trabalho com os plantões noturnos nos hospitais, foi quando ela resolveu largar os dois empregos que tinha como técnica em hemoterapia e empreender.

A empresa de Silvana cresceu e hoje ela vende produtos dentro e fora do Brasil. Porém, a empreendedora diz que os ganhos da marca, por enquanto, só lhe permitem sobreviver. Segundo ela seu principal sonho é levar a invenção além do seu negócio. “Eu sempre falo que meu sonho é que um dia o uso da fita vire uma lenda urbana”.

*

Por Mayara Behlau, professora do Núcleo de Criação da Sigbol Fashion

Referências: 1

 

Curso de Personal Stylist para quem tem loja online

O número de lojas online só faz crescer. Ter uma loja online tem muitos benefícios e é infinitamente mais barato do que ter uma loja física.

Imagine então, se você que tem sua loja, seja ela online, física ou até mesmo os dois, pudesse ajudar seu cliente na hora das compras?

Ajudar na escolha de um look para uma ocasião especifica, ou ajudar na coordenação de peças (blusa lisa com saia estampada, estampa com estampa etc). Saber oferecer opções de peças de acordo com o tipo físico do seu cliente,para que assim ele saia super satisfeito e volte a comprar com você… entre muuuitas outras dicas super valiosas que você aprenderá no curso de Personal Stylist!

Sua loja tem acessórios também? Maravilha! No curso você aprende como usar os acessórios e a importância que eles tem na composição de qualquer look interessante.

O curso de Personal Stylist é super indicado pra quem tem uma loja física ou online! Muitas lojas online contratam o serviço de um personal stylist para ajudar seus clientes virtualmente na hora das compras, imagine então você mesma ter esse conhecimento e poder fazer esse atendimento? Só vai agregar valor ao seu negócio e alavancar as vendas!

*

Por Andreia Muniz, professora de Personal Stylist da Sigbol Fashion

Referências: 1, 2, 3, 4.

Especialização no mercado da Moda

Para acompanhar o ritmo cada vez mais acelerado do lançamento de coleções e atender um consumidor que tem aumentado seu nível de exigência, a indústria da Moda precisa se reinventar.

O investimento em tecnologia ajuda a tornar os processos mais assertivos e inteligentes é uma necessidade urgente das empresas de todos os setores. No entanto, de nada adianta ter sistemas e equipamentos de última geração se os profissionais de Moda não estiverem preparados. O mercado, vem evoluindo ao longo dos anos, mas ainda carece de mão de obra qualificada.

Uma das principais mudanças é que agora são valorizados os profissionais que conseguem enxergar o negócio como um todo, e não apenas a função que eles desempenham no dia a dia das empresas em que atuam.

A integração entre os diversos setores de uma empresa, ajuda nos processos e melhora a produtividade das equipes, impactando positivamente o resultado das confecções.

A Sigbol Fashion contribui para entregar a essa indústria, profissionais preparados para atender às exigências de um mundo cada vez mais conectado. Com o objetivo de acelerar a inovação desse mercado.

Se você deseja se aprofundar na área, nossos cursos oferecem a capacitação para atuar em diversos campos da indústria da moda. saiba mais em nosso site.

*

Por Elizangela Gomes, professora do núcleo de criação da Sigbol Fashion

Referências: 1, 2, 3, 4, 5.