Arte e Moda

A arte e a moda são combinações perfeitas, não é de hoje que esta parceira da super certo, tudo começou com a vanguardista Elsa Schiaparelli, em pleno anos 30 a estilista apaixonada pela arte surrealista fez uma parceria com Salvador Dali e desenvolveu peças maravilhosas que até hoje são sua marca registrada.

Este ano a marca Vans fez a mesma parceria com o Museu Van Gogh, de Amsterdã, permitindo que a arte e a moda streetwear circule pelas ruas, a coleção é composta por camisetas, casacos,bonés, tênis e mochilas, as telas que estampam essas peças foram as que marcaram a carreira do pintor holandês Vincent Van Gogh, que foi considerado um dos mestres do pós-impressionismo.

O direto do museu Adriaan Donszelmann, declarou que a colaboração com a Vans é uma oportunidade de apresentar a obra de Van Gogh ao publico jovem. O objetivo da coleção é permitir o acesso ao maior número possível de pessoas a obra de Vincent Van Gogh e inspirá-las.

*

Por Elizangela Gomes, professora do Núcleo de Criação da Sigbol Fashion.

Referências: 1, 2, 3, 4, 5, 6, e 7

O legado de McQueen

McQueen teve uma carreira relâmpago, devido a pressão do trabalho e a morte de sua mãe, ocasionou uma forte depressão que o levou ao suicídio em 2010.

Alexander McQueen nasceu em Londres em 17 de março de 1969, deixou a escola aos 16 anos para fazer um estágio na tradicional alfaiates de Savile Row Anderson e Shephard e depois em Gieves vizinhos e Hawkes, ambos mestres na técnica de construção da roupa. Aos 20 anos ele recebeu um convite para trabalhar com o designer Koji Tatsuno, que também tinha referências na alfaiataria britânica. Um ano depois foi contratado por Romeo Giglii para ser assistente de design em Milão. Quando retornou a Londres fez mestrado em moda.

Suas coleções tinham como pontos fortes a técnica de alfaiataria britânica sob medida.

Alexander McQueen também era conhecido por misturar elementos opostos em suas criações, a fragilidade e a força, tradição e modernidade, fluidez e intensidade.

Em 2010 após sua morte foi feita uma exposição no Costume Institute do Metropolitan Museum of Art em Nova York com seus principais trabalhos. A mostra foi a exposição de moda mais visitada.

No dia 8 de junho foi a estreia internacional do documentário McQueen no Reino Unido e no dia 13 de junho nos Estados Unidos, relembrando momentos e características, mais marcantes da vida pessoal e da carreira do estilista. O documentário foi feito baseado em entrevistas de seus amigos mais próximos,e sua família ( sua irma Janet e seu sobrinho Gary James),infelizmente o filme não foi aprovado pela marca.

O legado de McQueen é inspirador para os futuros profissionais do mundo da moda.

*

Por Elizangela Gomes, professora do Núcleo de Criação da Sigbol Fashion.

Referências: 1, 2 e 3

 

Louboutin apresenta: O luxo dos materiais de descarte

O tema sustentabilidade ainda está em alta no mundo fashion, e para provar que as discussões vem gerando grandes mudanças e repercussão global a marca Christian Louboutin acaba de lançar a nova coleção de inverno 2018 que resgata materiais usados no processo de criação do ateliê.

A coleção “Loubi in Progress” conta com sapatos, bolsas e carteiras lindíssimas feitos com nada menos que plástico, fita métrica, papel kraft entre outros materiais, que em vez de ficarem “escondidos” dentro dos acessórios ganham protagonismo nas peças.

O interessante nessa inciativa é refletirmos que o luxo não necessariamente precisa estar ligado a matéria-prima, afinal quem recusaria um Louboutin mesmo feito com materiais descartáveis?

*

Por Karine Holzmann, professora do Núcleo de Criação Sigbol Fashion

Referências: 1

 

Customização

Muito se fala de customização hoje em dia, é um mercado que vem crescendo cada vez mais entre a população.

Segundo o IBGE 45% da população trabalha informalmente, e 8,5 milhões vivem do artesanato e da customização e 50 bilhões de reais são movimentados atualmente por esses profissionais.

O mercado de customização impulsiona varios setores da economia do país , um exemplo disso é o comercio de varejo e atacado da rua 25 de março.

Esse mercado vem tendo cada vez mais procura tanto por profissionais que atuem no ramo quanto por eventos que apresentem novidades para o publico interessado nesse mercado.
Um exemplo de evento que trata do assunto é a Mega Artesanal que acontece anualmente reunindo profissionais e interessados no assunto.

No Curso de Customização da Sigbol Fashion você aprende técnicas de bordados que você pode usar tanto para customizar roupas quanto para fazer artesanato, além de outras técnicas de customização que a escola oferece para que você se torne um profissional cada vez mais qualificado e para que seu trabalho fique mais rico, e automaticamente a demanda do publico pelo seu trabalho irá aumentar.

Por Alan Prates, professor no Núcleo de Criação da Sigbol Fashion.

Copa do mundo e sustentabilidade fashion

A princípio o título parece estranho, afinal o que sustentabilidade fashion tem a ver com futebol? E quer saber? Tudo! A marca PangeA prova que é possível trazer o simbolismo do jogo para as ruas de maneira sustentável, com nada menos do que bolas de futebol reutilizadas.

A coleção que é um verdadeiro exemplo de sustentabilidade ambiental,  é composta de bolsas, mala de viagem, suspensórios, cinto entre outros. As peças são feitas a mão, dispensando o uso de máquinas de costura,  e valorizam o desgaste original das bolas. É um trabalho minucioso, com a criação de bolsas que podem levar 1520 pontos ou mais para serem concluídas, isso sem levar em conta todo o processo de limpeza, colorização e desconstrução da matéria-prima coletada nos campos de futebol antes da fabricação das peças.

O design único confere um ar retrô aos acessórios em plena euforia da copa . A única pergunta que fica é você usaria uma bolsa “upcycling” para entrar no clima do maior evento de futebol do mundo?

*

Por Karine Holzmann, professora do Núcleo de Criação Sigbol Fashion

Referência: 1 e 2